sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

A Espada de Amor


Leitura bíblica: Salmo 141,5-10

 
(v. 5)
Que o justo me bata e o fiel me repreenda, mas que o óleo do ímpio não me perfume a cabeça;

Não existem muitos justos que possam criticar os outros. Existem muitos que se acham justos, mas quando atingem os outros, o fazem por cólera e por sede de própria justiça. Não é desse tipo de homem que falo aqui. Falo de mim mesmo, e dos que vivem a minha imagem, a minha semelhança, em meu Espírito de Amor.
É verdade que, quando eu te “atinjo”, faço um favor, pois “o Senhor corrige a quem ama e castiga todo aquele que reconhece por seu filho. Estais sendo provado para a vossa correção: é Deus que vos trata como filhos. Ora, qual é o filho a quem seu pai não corrige?” (Hebreus 12,6-7) 
Quando és “atingido” por alguém, sonda teu coração e tua vida e avalia a razão das acusações. Não busques justificar-te imediatamente. Sê honesto contigo mesmo. Se houver a menor parcela de verdade na crítica que te fizeram, traze-o a mim na Cruz. Cuidemos junto desse assunto. Agradece a pessoa que apontou tua falta e aceita a repreensão como vindo de mim. Sairás da situação revestido de uma nova unção. Jamais rejeites a “espada de amor”.

GWEN R. SHAW

Nenhum comentário:

Postar um comentário