segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Jesus trouxe a discórdia?

Vemos no evangelho um trecho em que Jesus afirma ter trazido a semente da discórdia entre as pessoas de uma mesma família, afirma que sua doutrina que ensinava amor e paz na verdade veio com o objetivo de fazer com que os mais novos e portanto, mais capazes de compreender, entrassem em conflito com os mais velhos.


Mas porque Jesus faria isso? Simples, para mudar a forma de ver de um povo com dificuldades em aceitar um Deus de bondade e amor. Na época de Moisés, Deus era tido como severo, punidor dos pecadores, Senhor dos exércitos, mas nas palavras de Jesus, Deus era todo poder e misericórdia, era amor em plenitude.


Jesus veio queimar o campo, isso mesmo, limpar dos corações as ervas daninhas que prejudicavam a plantação da semente do amor, mesmo que para isso tivesse que se derramar sangue em seu nome. Mas não foi Jesus quem quis isso, se assim ele explicou que aconteceria era justamente por saber que o homem na sua ignorância iria lutar, brigar e discutir, defendendo sua fé tola, ao ponto até mesmo de ferir o seu próximo, mas tentar manter o seu orgulho.


Jesus sabia que as transformações que trazia para a época poderiam ter dores e sofrimentos, porém, Ele também sabia que seriam muito menores naquela época do que se esse processo fosse retardado para o futuro.


Imaginem hoje, se não tivéssemos recebido os ensinamentos do Cristo, como, mesmo com essa tecnologia, conseguiríamos conviver temendo a Deus? Teriam as guerras em nome do Senhor cessado? Não creio, pois o homem usava Deus como desculpa para seus atos cruéis.


Jesus nos trouxe muito mais do que uma nova plantação, nos trouxe novos frutos obtidos somente pelo ato da caridade, do amor maior. Jesus fez muito mais do que somos capazes de avaliar.


Entendamos que muitas vezes é preciso sofrer um pouco para se evitar um sofrimento maior no futuro. Obrigado Jesus, obrigado!

Nenhum comentário:

Postar um comentário