segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Reconhece-se a Árvore pelos Bons Frutos

No espiritismo tivemos a apresentação de uma nova espécie de falsos profetas, os espíritos enganadores e zombeteiros. Estes, se declararam piores do que os antigos irmãos que queriam nos prejudicar.
No entanto, não é de hoje e nem após a revelação da doutrina espírita que eles apareceram, pois muito antes disso eles já trabalhavam contra os sentimentos da caridade intuindo-nos ao erro, falando aos nossos ouvidos para não perdoar, para praticarmos o oposto do bem.
Irmãos, atentai para o caráter único dos obreiros de Deus, observai que todo bom espírito só pode ter um caminho a nos apresentar, o mesmo proposto por Jesus, o do amor incondicional.
Evitemos a busca pelas previsões do futuro, as respostas para as perguntas óbvias da vida. Mostremo-nos confiantes em Deus e em seus desígnios, acreditmos que os espíritos bons já sabem o que precisamos e irão nos auxíliar sempre. Se ainda assim quiserem ajuda, usa da prece para Deus, pois cada pedido enviado ao PAI chega a um de seus anjos de luz, o qual se encarrega de sanar o problema, de iluminar o caminho, de acalentar um coração sofrido.
Buscar por milagres é o mesmo que querer uma solução fácil e indolor, que não trará aprendizados e será muitas vezes alvo fácil para espíritos engandores da credulidade alheia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário