sábado, 21 de janeiro de 2012

Honrai o Pai e a Mãe



Jesus nos ensinou a necessidade de, como filhos, respeitarmos nossos pais. Nossos pais nada mais são do que espíritos afins, os quais nós escolhemos como família antes de encarnar e que por isso já trazemos algumas condições a serem corrigidas entre nós e eles.


O que quero lhes dizer é que muitas vezes as pessoas se perguntam, porque meu pai ou minha mãe ou ambos pegam tanto no meu pé, criticam tanto, porque eles não são perfeitos ou até porque não me amam?


Justamente por ter a necessidade de corrigirmos erros de vidas passadas é que trazemos esses pequenos problemas entre nós e nossos pais. As vezes trazemos até mesmo a mesma imperfeição que eles tem, comprovando mais ainda sermos espíritos afins.


Respeitar o pai e a mãe não significa fazer todas as suas vontades sem questionar, mas sim procurar discernir o certo do errado sem lhes ofender, maltratar ou agredir. Significa que se o pai não tem a instrução necessária para compreender algo, que devemos então ser de auxílio a ele para que possa um dia compreender que o mundo evolui, o homem evolui, o tempo passa e as vezes a vida muda.


Respeitar, honrar, amar o pai e a mãe é também não se drogar, não roubar, não matar, não gerar preocupação e sofrimento a estes entes queridos que tanto amamos por nos ter concebido.


O filho tende a ser mais evoluído que o pai e a mãe, mas se esquece da experiência que estes acumularam por ter mais tempo como encarnados. Ouvi pois, o pai e a mãe, e refleti sobre o que eles lhes sugerem.


Comparai sempre as ordens dadas por teus pais com as orientações dadas por Jesus e procurai a semelhança no que eles vos dizem. Muitas vezes os pais querem apenas nos proteger e nós, seres rebeldes e donos da verdade, usamos nosso orgulho para impor-nos e acabamos por ferí-los, magoá-los.


Honrar o pai e a mãe é caridade e toda caridade é ensinamento de Jesus.


Um dia poderemos ser pai ou mãe e então sentiremos na pele o mal que a eles fizemos em vida!

Nenhum comentário:

Postar um comentário