quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

O Que Não Nos Pertence

Comumente vemos pessoas que fazem uso de pertences e outras pessoas achando que se não derem por falta, então não fará mal.

Um grande exemplo de uso indevido é o da pirataria de filmes e músicas. Se sabemos que é errado piratear, porque muitos de nós baixamos conteúdos que não podem ser reproduzidos sem autorização?

Simples, ninguém tá vendo, ninguém vai dar falta.

Olhemos pelo seguinte ponto de vista ensinado por Jesus: Não faça ao teu próximo aquilo que não gostarias que fizessem contigo. Pois bem, agora você se coloca no lugar do dono da produtora que investiu dinheiro no filme, do diretor que gastou também tempo, trabalho e dinheiro para dirigir ou o ator que é só um empregado que tem que passar horas decorando falas e depois representar dezenas de vezes a mesma cena até ficar boa.

Você estando no lugar de uma destas três pessoas ficaria feliz em saber que seu trabalho rendeu menos ou foi desvalorizado por que uma multidão de internautas piratearam e assistiram de graça? Como você se sentiria?

Pois é, e se alguém que fiscalizasse o download pirata estivesse te vigiando e lhe dissesse HA HA, TE PEGUEI PIRATEANDO! Nesse caso, você não sentiria constrangimento?

Pensemos nisso irmãos, pensemos que não devemos fazer aos outros o que não queremos que façam para nós. Jesus nos avisou, cabe a cada um deitar a cabeça no travesseiro e se perguntar se a consciência está tranquila hoje.

Nenhum comentário:

Postar um comentário