domingo, 1 de janeiro de 2012

Os Sonhos

Os sonhos comumente nos trazem mensagens dos espíritos, recordações e visões do passado, do futuro, de nossos medos, de nossos desejos.

Os sonhos nem sempre trazem apenas imagens do plano espiritual, lembremos de que estamos ligados a matéria, uma matéria grossa e densa e por isso muito do que as imagens da vida de encarnado nos influenciam aparecem nos sonhos. É por isso que algumas vezes os sonhos parecem ter coisas que não deveriam ou não fazem sentido ter.

Aos supersticiósos que acreditam que sonhar com um objeto, animal, cor pode ter sempre a mesma relação, não interpretem o sonho assim, pois há uma pergunta no livro dos espíritos respondida por um de nossos irmãos de luz de que não há tal correspondência. Se um sonhar com a coruja e o outro também sonhar, não significa que ambos tem o mesmo sentido, não existe isso de superstição, a doutrina espírita não aplica esse conceito justamente por ele ser ensinado como incorreto pelos espíritos de luz.

Durante o sono, o espírito se afrouxa da prisão do corpo físico e pode visitar outros irmãos encarnados e desencarnados. Ao fazer isso, podemos ter recordações desses encontros sendo as recordações completas, parciais ou nenhuma. Mas mesmo que nada lembremos, no fundo do subconsciente, no nosso íntimo, teremos a intuição de que precisamos saber sobre o que ocorreu e o que nos foi dito.

Tal qual balão amarrado ao poste, o espírito durante o sono fica amarrado ao corpo material por um fio de prata que só se rompe quando a morte física surge e liberta o espírito. Assim como o balão ao se movimentar bruscamente pode balançar o poste, o espírito descuidado pode também causar fadiga no corpo e ai entendemos o porque de algumas vezes, mesmo tendo dormido bem, acordamos cansados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário