sexta-feira, 23 de março de 2012

Serena-te


Emmanuel

S
erena-te e espera.

Ama e ensina com paciência.

Segue e serve sempre.

Por mais difícil o caminho, age e adianta-te.

Um passo a frente...

Às vezes, em várias semanas, é só um passo, mas continua...

Segue adiante com os deveres a cumprir.

Recorda a árvore em renovação, alijando as folhas mortas.

Lança fora de ti a tristeza e a ansiedade.

Desenganos desaparecem.

Mágoa é peso inútil.

Não esmoreças.

A vida reserva prodígios para quem segue adiante, trabalhando e servindo...
Deus confere ao lavrador a luz do sol, a bênção da chuva e o favor do vento, mas não lhe dispensa o próprio suor, no trato da sementeira, para que a colheita lhe surja às mãos por recurso divino.

Concede ao artista o mármore bruto, o buril e a inspiração generosa, entretanto, não o exonera do próprio labor na consecução da obra prima.

Na oração em que te diriges à Providência Divina implorando algo, não te esqueças de que algo deves fazer para que algo obtenhas. Sobretudo, ajuda indistintamente, porque o serviço ao próximo é a oração mais completa a garantir-nos o crédito necessário aos sentimentos e raciocínio, às idéias e às palavras que, alicerçados no bem puro e simples, se convertem, com a bênção de Deus, para nós e para os outros, em sublime realidade, hoje e amanhã...

Do livro "Caminho Iluminado", Emmanuel, Francisco Cândido Xavier

Nenhum comentário:

Postar um comentário