quinta-feira, 12 de abril de 2012

Deus

"Deus é a inteligência suprema, a causa primária de todas as coisas." Questão nº1 do Livro dos Espíritos

Definir Deus como sendo o infinito, é algo vago devido ao nosso desconhecimento sobre o infinito. Nossa linguagem está longe de conseguir realmente expressar o que é Deus, de onde vem, como se parece.

Atualmente, Deus não pode ser imaginado senão pela nossa crença ou por comparações das idéias de outros, mas Deus pode ser sentido em tudo o que vivemos, em tudo o que fazemos.

A presença divina é constante, basta olhar ao seu redor, num simples nascimento de uma nova vida, até nas grande obras da natureza e do homem.

Deus é de fato um ser extremamente bondoso e amoroso, contrário à apresentação dada por Moisés no antigo testamento, mas semelhante à apresentação de Jesus Cristo no novo testamento.


Quando lhes digo que Deus é bondoso, não vos falo da boca pra fora. É preciso observar que Deus age como um pai, pois corrige seus filhos quando estes agem errado, perdoa-os quando estes pedem perdão de coração e guia-os quando estes estão perdidos.

Quem conhece o mundo espiritual, quem teve um dia a oportunidade ver além de seus próprios olhos, pode testemunhar a bondade de Deus nos trabalhos caridosos dos espíritos de luz, assim como pode ver o perdão de Deus aos espíritos trevosos e revoltados que se cansam do caminho errado.

Como médium que sou, tenho visto muito disso em meu dia-a-dia e posso garantir, Deus existe e nunca deixou de cuidar de nós. Nós é que damos mais importância à matéria do que ao Pai.

Acreditemos então com sinceridade nesse amor a nós oferecido e não duvidemos jamais de que se hoje sofremos, é para aprender, e que amanhã será um novo dia onde nossas forças serão reestabelecidas e mais uma vez teremos a chance de fazer o que é certo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário