quarta-feira, 30 de maio de 2012

Ilumine



"As pedras preciosas só conseguem brilho
porque se deixaram ser lapidadas
pelo cinzel do artífice,
que cuidadosamente retira os excessos
e faz as arestas, sextavando a gema bruta,
fazendo com que a luz externa que a penetra bata, rebata,
reflita nas diversa paredes e enfim saia
e alcance os olhos que a admiram.



Assim devemos ser para quem nos olha.
Apesar das dores das lapidações da vida,
devemos ser capazes de não
reter dentro de nós a Luz que nos penetra,
mas que brilhemos aos que nos rodeiam..."

(Ziul Rasec Searom)

terça-feira, 29 de maio de 2012

Amar a Si Mesmo



A máxima que nos ensina a "amar ao próximo como amamos a nós mesmos" nos deixa claro o fato de que há a necessidade de aprendermos a nos amar.

Amar a si mesmo é aceitar-se  como você é, é aceitar aquele cabelo ou aparência que você tem, é aceitar o fato de que você é igual aos demais na condição de que é imperfeito e, portanto, irá errar algumas vezes na vida, é aceitar que você é aquilo que come, aquilo que pensa, aquilo que faz.

Não se importe com o que os outros acham que você é, mas sim com o que você acha de si mesmo. Se algo não está bom para você com o seu corpo ou com as suas atitudes, então repense sobre a possibilidade de mudar ou se conformar com o que tem em mãos.

Não podemos amar alguém se nem ao menos amamo-nos.



Enquanto as pessoas vivem preocupadas em falar mal da vida dos outros, seja você o mais esperto e compreenda que ninguém nasceu na Terra para mudar os outros, mas sim para mudar a si mesmo e que esse mudar não é a aparência, não é a namorada, não é o emprego, esse mudar é a atitude, o pensamento, o que você procura para si mesmo.

Dê graças a Deus por ter um corpo saudável, por ter alimento posto à mesa, por ter um teto onde dormir, uma família com quem conviver, amigos com quem brincar, trabalho que lhe dê o sustento necessário mesmo sem aquelas regalias e luxúrias que você erradamente sonha todos os dias.

Amar a si mesmo é isso, é aceitar quem você é. Se não está contente com a vida, observe-a e pense o que pode fazer para melhorar. Um emprego melhor, estude, uma namorada melhor, mude sua postura e seus hábitos, assim como os lugares onde frequenta e conhece pessoas. Quer paz? Então medite, ore.

Ame-se, ame muito, aceite-se, viva, sê feliz!

segunda-feira, 28 de maio de 2012

Curso de Inglês


Olá amados irmãos!

  Venho compartilhar convosco esse trabalho caridoso que é um curso de inglês totalmente gratuito. Graças à Deus ele tem auxiliado muitas pessoas que não tem condições de pagar por um curso de inglês, hoje tão essencial para a conquista de um bom emprego.

Aos que quiserem participar, basta acessar o endereço www.falandoingles.com e iniciar o curso na Lição 1 pelo menu da direita.



Aos que frequentam ou trabalham em centros espíritas, peço que divulguem esse trabalho, pois tenho certeza que muitos gostariam de participar mas desconhecem a sua existência.

O curso de inglês consiste em lições com áudio e vídeo, assim como traduções para facilitar a interpretação do texto.

Hoje estamos com cerca de 140 lições diferentes, as quais iniciaram no básico na lição 0001, onde pessoas que nada sabem do idioma podem começar a aprendê-lo.

Este projeto será mantido no ar para sempre, visará sempre oferecer o curso gratuito e sempre que possível haverão melhorias e novidades para ajudar mais ainda o aluno em seu aprendizado.

Faça caridade, divulgue o curso de inglês e permita que muitos se beneficiem dele!

quinta-feira, 24 de maio de 2012

Diante do Inimigo



Diante do inimigo mantenha a paz e aja com sensatez.


O inimigo usa o ataque. Não agrida. Aja com firmeza.
O inimigo usa a inveja. Não condene. Aja com o trabalho.
O inimigo usa a mentira. Não se irrite. Aja com a verdade.
O inimigo usa a intriga. Não acuse. Aja com paciência.
O inimigo usa a vingança. Não se exalte. Aja com o perdão.
O inimigo usa a violência. Não se agaste. Aja com a tolerância.
O inimigo usa a opressão. Não se intimide. Aja com humildade.
O inimigo usa o ódio. Não censure. Aja com o amor.
Diante do adversário, comporte-se com decência e cultive o bem.
Jesus recomendou não revidar as agressões do inimigo, mas em nenhum momento afirmou que se deve ficar de braços cruzados.

André Luiz

quarta-feira, 23 de maio de 2012

Limpeza Espiritual

  Nosso lar é o lugar onde vivemos, mas também é onde acumulamos a sujeira.

  Semanalmente precisamos varrer, lavar, limpar. O mesmo deve ser feito com as energias negativas que acumulamos no trabalho, na escola e trazemos para dentro de casa.

  Vá para um local calmo e reservado, feche os olhos, mentalize luzes azuis saindo de suas mãos e preenchendo todos os cômodos. Calmamente sinta as luzes penetrando toda a casa e removendo as energias negativas para dentro de uma caixa.
  Após fazer a limpeza por alguns minutos, é hora de pegar a caixa (mentalmente) e levar até o anjo que lhe aguarda no portão. Entregue a caixa à ele para que leve tudo de ruim de sua casa.

  Mentalmente retorne para sua casa mas agora espalhando luzes rosas, bem claras por todo o ambiente até preencher toda a casa e a harmonizar.

Você pode e deve fazer essa mesma limpeza em seu corpo, pois ele é a sua primeira casa.

Esse ensinamento foi-me passado por uma querida amiga e foi um presente dos céus, use-a com sabedoria e fé.

terça-feira, 22 de maio de 2012

Pense em Viver

Sintamos a paz e a alegria da vida, façamos de nossos corações um jardim com o perfume do amor.

Acendemos nele a verdade adormecida, o brilho esquecido e a chama que faz tudo viver.

O amanhecer trazendo a mais linda pintura em seu céu cheio de cores nos traz a benção do recomeço.

Iluminando as nuvens mais escuras e trazendo além da alvorada uma nova chance de regeneração.

O gota de orvalho nas plantas, o cantor dos passaros e o aroma das rosas trazendo colorido ao nosso dia.

Nos trazendo apos a luta diária,o espetáculo do entardecer.

Reluz o Luar, a direção do amor é tão clara, não há como se perder. 

O bailar das estrelas surgem a nos fascinar...

É Deus a nos dizer que mesmo entre as trevas a sua luz se fará abundantemente.

E assim o ciclo da vida se faz, tudo renasce, tudo obedece a esta inteligencia maior e nos conduz ao melhor.

A brisa do mar juntamente com o amanhecer vem nos mostrar este novo mundo que podemos criar desde que queiramos.

Iluminemos assim o mundo, colorindo a vida daqueles que amamos e precisam de nós.

Despertemos em nós a criança esquecida, que com sua inocência contagia...
que com suas brincadeiras nos emociona como uma canção a nos falar no mundo intimo.
 
Façamos de todos os dias o natal permanente em nossos lares, nos reunamos em nome de Jesus.

Retiremos de nós todos os lixos interiores e respiremos calmamente diante a provação apresentada.

Sintamos a vibração desta época cheia de paz nos invadir,nos envolver  todas as noites.

Que possamos renascer!

Que possamos entender que cada estrela do céu são as diversas moradas do pai, que o mestre nos disse.

Estas estão ao nosso alcance basta que queiramos.

Nos sacrifiquemos hoje para colher os frutos de nossa coragem e resignação no amanhã.

Sintamos esta beleza, esta perfeição desde Deus de justiça e de amor.
 
Sintamos a paz na simplicidade nos reconfortar.

A esperança renascer em nosso olhar ao nos abandonarmos em nome dos outros, de nos entregarmos ao puro.

Nada pode ser mais bonito do que se apaixonar todos os dias pela mesma alma.

Ver em outro olhar o nosso próprio reflexo.

Em sua voz a mais linda melodia.

Em seu sorriso a paz do seu ser.

Em seu abraço o sentir do mundo todo.

Em teu espirito a luz que nos completa, assim como a Lua precisa do Sol para brilhar.

Façamos a experiencia de sentir este amor, ir em busca do sentimento verdadeiro...
 
Para nunca se iludir com as aparências e sofrer com a ilusão.
 
Que um dia todos percebamos a sublimidade desde sentir tão puramente belo.

Em que se vê atualmente transformado pelas pessoas em algo sujo, superficial e sem sentimento.

Que um dia a realização verdadeira possa os tocar e os fazer enxergar que sem fidelidade, respeito e confiança tudo se perde.

Que todos possam estarmos sensíveis a este amor eterno que sobrevive além da morte, quando o espírito se liberta do corpo.

A este amor que renuncia a própria felicidade em nome do outro.

A este amor que prefere chorar ao ver o outro verter lágrimas.
 

sexta-feira, 18 de maio de 2012

Culpa


Recentemente durante um atendimento fraterno, um irmão me disse estar desempregado, com problemas emocionais, falou-me repetidas vezes com aflição, agia como se fosse vítima do mundo e como se não houvesse solução para o que sofria.

Intrigado com sua declaração, indaguei-lhe se os possíveis trabalhos humildes como cortar grama, lavar roupa, lavar o carro do vizinho, vender produtos de porta em porta, não seriam uma alternativa para sua temporária falta de emprego e sua necessidade de por o pão na mesa.

Foi então que ele tornou a se fazer de vítima do mundo e parecia não querer abrir os olhos para as tantas possibilidades que todos nós temos de sair de uma situação ruim.

Fiz, então, uma comparação com uma pessoa abandonada às ruas, sem ter um teto para dormir, sem agasalhos e cobertores para suportar o frio, sem alimento e água para suas necessidades básicas, sem família e sem trabalho e que ainda pode ter até doenças terminais a levando aos últimos momentos de sua vida. Tentei mostrar à ele que nossa situação nem sempre é tão grave e que há muitos que sofrem mais do que nós.

Acreditem ou não, fui surpreendido com uma resposta interessante: "A culpa de quem está nas ruas é do governo!".

Será mesmo que a culpa de tudo que acontece em nossas vidas e ao nosso redor é dos outros? Será que não podemos fazer nada para ajudar quem necessita além de reclamarmos? E se Jesus tivesse pensado assim e atribuído a falta de fé e os pecados das pessoas outros senão eles mesmos?



Infeliz é aquele que age no egoísmo e se põe como escravo da preguiça evitando assim estender a mão amiga ao necessitado. Culpar os outros por algo que todos nós temos responsabilidades é no mínimo covardia.

O homem deitado no chão frio e com fome à porta de sua casa não é somente culpa de um governo ruim, mas sim de uma sociedade que elegeu esse governo ruim, de uma sociedade que aceitou essa forma de governar e de uma sociedade preguiçosa e orgulhosa que pensa somente em si.

Se cada um de nós fizéssemos um pouquinho pelo próximo, não haveria falta de trabalho, nem fome e nem miséria.

A culpa não é de um, mas é de todos. Buscamos evoluir mas não atingiremos essa patamar de evolução tão desejado apenas empurrando a culpa para os outros, somente atingiremos tal evolução assumindo nossas responsabilidades nesta sociedade e tornando este lugar, esta cidade, estado ou país, um lugar melhor para se viver.

quarta-feira, 16 de maio de 2012

Marcas da Vida


A vida nos deixa marcas referentes à cada erro que cometemos.

Se manuseamos uma faca, é preciso ter cuidado, pois como objeto cortante que é, um descuido pode gerar um corte e um corte pode virar uma cicatriz.

A cicatriz não é uma extensão da dor e nem do sofrimento, mas sim um lembrete de que é preciso tomar cuidado para não cometermos o mesmo erro mais uma vez.

Porém, as marcas da vida não se restringem às cicatrizes físicas, mas se estendem às cicatrizes sentimentais. A grande diferença é que por não ser física, ela não deixa uma marca na pele, mas deixa uma marca em nossos corações.


Essa marca que temos no coração é geralmente o arrependimento pelo erro cometido, é a cobrança para não errarmos de novo. Há quem veja isso como dor, como sofrimento por nunca mais esquecer o que fizemos, mas eu prefiro ver como um aviso latejante em nossas mentes que nos salva da repetição do erro, que nos ensina que aquilo machuca e que não devemos brincar com aquilo.

As marcas da vida vêm com a necessidade de adquirirmos experiência. Erramos porque somos incapazes de discernir ainda o certo do errado, mas depois que aprendemos, não erramos mais. A experiência é portanto a lição que a vida nos dá, a qual se aprendida bem, torna tudo melhor para o presente e para o futuro.

Não nos lamentemos pelo que já passou. Não podemos mudar o passado.

Olhemos para o presente e vivamos o agora, fazendo um novo começo, sem repetir os erros que nos deixaram marcas nesta vida.

terça-feira, 15 de maio de 2012

Amai Muito


Amai muito para serdes amado!

Esta valiosa lição nos é tão importante para nós que temos conhecimento da bondade de Deus e da vida eterna.

É nesta mensagem importante que entendemos o amor incondicional, aquele que se doa sem nada aguardar em troca. É preciso amar muito, mas muito mesmo para se receber de volta amor. Muitos passam a vida esperando serem amados, mas não entendem que primeiro é preciso doar amor para depois ter a oportunidade de recebê-lo.

Jesus tanto nos amou mesmo quando era odiado por nós. Seu esforço não foi em vão, basta vermos o quanto Deus o ama hoje. Cada pensamento positivo e carinhoso, cada olhar terno direcionado a nós, cada palavra de conforto aplicada ao nosso sofrimento foi, para Jesus, o que pode ser para nós também, a escada para a evolução espiritual.

A humanidade entende por amor o ato de um homem se relacionar em um casamento com uma mulher, mas estamos enganados. Quem espera ver amor nessa relação, nada compreende sobre o amor.

O amor existe entre todas as criaturas, não somente entre um casal. A humanidade acha que o sexo, o contato físico, a proximidade dos corpos na relação matrimonial é amor, mas não é, é apenas um ato materialista.

Há quem leia este texto e diga, nunca fui amado, nunca tive meu homem ou minha mulher. Pois não o terás, uma vez que não somos donos uns dos outros e também porque quem realmente ama, "liberta".


Qual é o pássaro que vive feliz dentro de uma gaiola? Nenhum! Então por que tentamos prender nossos semelhantes, maridos e esposas em nossas vidas? Para fazê-los infelizes, essa é a resposta. Achamos que os fazemos felizes quando os privamos das tentações do mundo, quando os "guardamos" trancafiados em nossas casas, mas isso não é amar, é fazer com que o pássaro lentamente vá morrendo.

Amai então verdadeiramente, libertando, confiando e aceitando que todos somos imperfeitos e terás um dia o amor que tanto procurastes nesta e noutras tantas vidas.

sexta-feira, 11 de maio de 2012

Retrato de Mãe

 

"- Não ouvistes falar em Judas, o traidor? Sou eu que aniquilei a vida do Senhor!..."
Maria Dolores
Francisco Cândido Xavier
 
Depois de muito tempo,
sobre os quadros sombrios do calvário.
Judas, cego no além, errava solitário...
Era triste a paisagem, o céu era nevoento...

Cansado de remorso e sofrimento,
Sentara-se a chorar...
Nisso, nobre mulher de planos superiores,
Nimbada de celestes esplendores,
Que ele não conseguia divisar,
Chega e afaga a cabeça do infeliz.
Em seguida, num tom de carinho profundo,
Quase que em oração ela diz:
- Meu filho, porque choras?

Acaso não sabeis? – replica o interpelado,
Claramente agressivo.
Sou um morto e estou vivo.
Matei-me e novamente estou de pé,
Sem consolo, sem lar, sem amor e sem fé...
Não ouvistes falar em Judas, o traidor?
Sou eu que aniquilei a vida do Senhor...
A princípio, julguei poder fazê-lo rei,
Mas apenas lhe impus, sacrifício, martírio, sangue e cruz.
E em flagelo e aflição
Eis que a minha vida agora se reduz...
Afastai-vos de mim,
Deixai-me padecer neste inferno sem fim...
Nada me pergunteis, retirai-vos senhora,
Nada sabeis da mágoa que me agita...
O assunto que lastimo é unicamente meu...

No entanto a dama calma respondeu:
- Meu filho, sei que choras, sei que lutas,
Sei a dor que causa o remorso que escutas...
Venho apenas falar-te
Que Deus é sempre amor em toda parte...
E acrescentou serena:
- A bondade de Deus jamais condena:
Venho por mãe a ti, buscando um filho amado.
Sofre com paciência a dor e a prova.
Terás em breve, uma existência nova...
Não te sintas sozinho ou desprezado!

Judas interrompeu-a e bradou, rude e pasmo:
- Mãe? Não venhais aqui com mentira e sarcasmo.
Depois de me enforcar num galho de figueira,
Para acordar na dor,
Sem mais poder fugir à vida verdadeira.
Fui procurar consolo e força de viver.
Ao pé da pobre mãe que forjara o ser !..
Ela me viu chorando e escutou meus lamentos.
Mas teve medo dos meus sofrimentos.
Expulsou-me a esconjuros,
Chamou-me monstro, por sinal
Disse que eu era
Unicamente o espírito do mal,
Intimidou-me a terrível retrocesso,
Mandando que apressasse o meu regresso
Para a zona infernal de onde eu vinha...
Ah ! Detesto lembrar a horrível mãe que eu tinha....
Não me faleis de mães, não me faleis de amor,
Sou apenas um monstro sofredor...

Inda assim – disse a dama docemente:
- Por mais recuses, não me altero,
Amo-te filho meu, amo-te e quero
Ver-te de novo a vida
Maravilhosamente revestida
De paz e luz, de fé e elevação...
Virás comigo à terra,
Perderás pouco a pouco, o ânimo violento,
Terás o coração
Nas águas de bendito esquecimento.
Numa existência de esperança,
Levar-te-ei comigo
A remansoso abrigo.
Dar-te-ei outra mãe ! Pensa e descansa !...

E Judas neste instante.
Como quem olvidasse a própria dor gigante,
Ou como quem se desgarra
De pesadelo atroz,
Perguntou: - quem sois vós?
Que me falais assim, sabendo-me traidor?
Sois divina mulher, irradiando amor,
Ou anjo celestial de quem pressinto a luz?

No entanto ela a fitá-lo frente a frente,
Respondeu simplesmente:
- Meu filho, eu sou a mãe de Jesus!!!


Do livro "Momentos de Ouro", Maria Dolores (Espírito), Francisco C. Xavier (psicografia)

quinta-feira, 10 de maio de 2012

A Palavra x A Ação


Podemos conhecer o homem pelos seus atos. Suas palavras nem sempre condizem com suas atitudes. Seu caráter então está disfarçado, como lobo em pele de cordeiro.

O homem que reza, que fala de Deus, que se diz seguidor de seus mandamentos, mas não os aplica verdadeiramente em sua vida, foge do caminho, se perde em suas imperfeições.

Falar é importante para ajudar e ensinar, mas dar exemplo pelos bons atos é mais importante ainda, porque todos nós sabemos que uma imagem vale mais do que mil palavras.


É por isso que o verdadeiro caridoso não se exalta, não grita à todos o que fez, porque ele sabe que tudo o que disser será usado como comparativo de suas ações, tudo o que disser será visto como uma propaganda de si mesmo.

A caridade deve ser feita, apenas isso, ela não precisa ser divulgada no sentido de se engrandecer o trabalhador caridoso, mas deve ser divulgada no sentido de abrir oportunidades aos que necessitem daquele trabalho.

Falar de Deus, falar de Jesus, mas não agir conforme seus ensinamentos, é fingir ser bom e se manter incoerente com o que realmente se deve praticar.

Há quem diga "faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço", pobre deste que não sabe o mau exemplo que está dando. Palavras nos impactam muito menos do que gestos.

Amai-vos verdadeiramente, perdoai-vos verdadeiramente, não só pelos dizeres, mas sim pelo teu coração.

terça-feira, 8 de maio de 2012

VINCULAÇÕES - Emmanuel


Os que encarnam numa família, sobretudo como parentes próximos, são, as mais das vezes, Espíritos simpáticos, ligados por anteriores relações, que se expressam por uma afeição recíproca na vida terrena. ("O Evangelho Segundo o Espiritismo", XIV, item 8.)


E
studos e pesquisas se multiplicam, nos domínios da psicologia, quanto às complexidades do mundo infantil, e o exame das vinculações se destaca à vista.
 

Cada pequenino é um campo de tendências inatas, com tamanha riqueza de material para a observação do analista, que, debalde, se lhe penetrará os meandros da individualidade, Baseando-nos no trabalho biológico de construção do ser, assente em milênios numerosos, é indubitável que surpreenderemos na criança todo o equipamento dos impulsos sexuais prontos à manifestação, quando a puberdade lhe assegure mais amplo controle do carro físico.
 
E, com esses impulsos, eis que lhe despontam do espírito as inclinações para maior ou menor ligação com esse ou aquele companheiro do núcleo familiar.
 
O jogo afetivo, porém, via de regra se desenrola mais intensivamente entre ela e os pais, reconhecendo-se para logo se os laços das existências passadas estão mais fortemente entretecidos com o genitor ou a genitora.
 
Debitando-se ao impulso sexual quase todos os alicerces da evolução sobre os quais se nos levanta a formação de espírito, é compreensível que o sexo apareça nas cogitações dos pequeninos em seu desenvolvimento natural, e, nesse território de criações da mente infantil, ser-nos-á fácil definir a direção dos arrastamentos da criança, se para os ascendentes paternos ou maternos, porquanto aí revelará precisamente as tendências trazidas de estâncias outras que o passado arquivou.
 
Com freqüência, mas não sempre, as filhas propendem mais acentuadamente para a ligação com os pais, enquanto que os filhos se pronunciam por mais entranhado afeto para com as mães.
 
Subsistirá, no entanto, qualquer estranheza nisso, quando não ignoramos que toda a estrutura psicológica, em que se nos erguem os destinos, foi manipulada com os ingredientes do sexo, através de milhares de reencarnações e, aceitando os princípios de causa e efeito que nos lastreiam a experiência, desconheceremos, acaso, que os instintos sexuais nos orientaram a romagem, por milênios e milênios, no reino animal, edificando a razão que hoje nos coroa a inteligência? Apreciando isso, recordemos o cipoal das relações poligâmicas de que somos egressos, quanto aos evos transcorridos, e entenderemos, com absoluta naturalidade, os complexos da personalidade infantil.
 
Assim sucede, porque herdamos espiritualmente de nós mesmos, pelas raízes do renascimento físico, reencontrando, matematicamente, na posição de filhos e filhas, aqueles mesmos companheiros de experiência sentimental, com os quais tenhamos contas por acertar.
 
Atentos a semelhante realidade, somos logicamente impulsionados a concluir que os vínculos da criança, de uma forma ou de outra, em qualquer distrito de progresso e em qualquer clima afetivo, solicitam providências e previdências, que sintetizaremos tão-somente numa palavra única: educação.

Do livro "Vida e Sexo", Emmanuel (Espírito), Francisco C. Xavier (psicografia) 

sexta-feira, 4 de maio de 2012

O Maior Mandamento

Amai a Deus acima de todas as coisas e amai o teu próximo como amas a ti mesmo!

Nos ensinou Jesus que o primeiro e maior mandamento é o de amar a Deus acima de tudo, deixando de lado nosso interesse pelos bens materiais, tornando a matéria supérflua para nós e dando valor e importância muito maior ao Pai, nosso criador.

Esse amor dedicado à Deus deve ser sincero e verdadeiro. Amá-lo da boca para fora, culpá-lo pelas dificuldades que nossas próprias atitudes resultaram, é o mesmo que desrespeitar esse mandamento. Confiai no Senhor teu Deus a todo instante, pois nenhuma folha cai sem que Ele saiba, nenhum sofrimento que passamos é por acaso. Nossas escolhas nos levam aos acertos e aos erros e se erramos é porque precisamos aprender.

O segundo maior mandamento é o de amar o próximo como amamos a nós mesmos. Fazer para seu irmão exatamente aquilo que você gostaria que ele fizesse à ti.


Procure se por no lugar dele e pense se o que tu fazes lhe agradaria se ele o fizesse à ti. Não julgar para não ser julgado, mas sim auxiliar para um dia ser auxiliado. Praticar a caridade, o perdão e dar condições para que a convivência melhore.

A justiça do homem longe está de ser a mais correta. Podemos ver que um ladrão preso nem sempre volta para o bom caminho depois de libertado. A prisão é apenas uma pausa na vida deste homem, que se não tiver estudo e ajuda lá dentro, sairá igual ou pior do que entrou. O trabalho em presídios, o estudo do evangelho, o ensino de valores e responsabilidades e a garantia de que ao sair ele possa ter uma nova oportunidade é essencial para que ele não retorne ao erro.

A maioria das vezes, se um homem ou uma mulher cometem um crime, a culpa é nossa. Nós não investimos em educação, nós não temos dado exemplos de conduta dentro de casa, nós somos os causadores de nossas aflições e ao mesmo tempo das aflições de muitos ao nosso redor.

Enquanto houver a ganância do poder e do dinheiro, o homem não estará investindo em educação e portanto não estará oferecendo ao seu próximo aquilo que gostaria que oferecessem a si próprio.

quarta-feira, 2 de maio de 2012

Programa Transição




O Programa Transição é um programa de TV que traz a visão espírita sobre diversos temas em discussão. Os apresentadores são Cláudia Saegusa e Djair Ribeiro, os quais desenvolvem perguntas sobre o tema do dia e as apresentam aos convidados especiais.

Um programa sério e bem preparado com convidados como Divaldo Franco, Raul Teixeira, Suely Caldas entre outros tantas pessoas dedicadas em progapar o espiritismo e os ensinamentos de Jesus.

O Programa Transição é exibido em vários canais, dentre eles a Rede TV, TV Urbana, TV Aberta - Canal Comunitário, TV Rauland, ECO TV, TV Libertas e TV Mundo Maior.

Mas se você não tiver acesso à nenhum destes canais abertos, você ainda pode conferir o programa atual e também todos os anteriores no site do Programa Transição clicando aqui.

É preciso deixar claro que o programa não pode ser copiado, redistribuído e nem vendido, mas qualquer um pode assistí-lo no site oficial.

Vale a pena conferir os diversos temas já discutidos. Cada episódio tem cerca de 30 minutos e muita informação positiva, clara e objetiva. Os variados temas em discussão agregam muito ao nosso dia-à-dia e nos permite refletir sobre nossas atitudes, além de nos conceder a oportunidade do aprendizado e da evolução espiritual.

Além do vídeo que pode ser assistido no site, você pode também baixar a MP3 que contém o áudio do programa e ouví-la em um MP3 player, celular, aparelho de DVD ou rádio com MP3.

A paz e os ensinamentos ali repassados não podem ser medidos, uma vez que fazem o bem maior à todos que se educam nos ensinamentos espíritas e de Jesus. O programa tem também trechos em que ouve as opiniões da população por meio de enquetes de rua, trazendo a visão do povo brasileiro sobre o tema discutido.

A participação dos ilustres convidados agrega muito conhecimento que só podemos obter pelo estudo de livros ou em centros espíritas. O médium e orador Divaldo Franco é um dos que compartilha esse conhecimento e explana de forma clara e tranquila o que aprendeu com sua mentora espiritual Joanna de Angeles.


Se você deseja aprender mais sobre a doutrina espírita, ou tem curiosidade sobre mediunidade, espiritismo, vida após a morte, reencarnação, então não perca essa oportunidade. Muitas pessoas, por preconceito, têm medo de ir à uma casa espírita e por isso deixa de conhecer essa maravilhosa e consoladora doutrina.