terça-feira, 15 de maio de 2012

Amai Muito


Amai muito para serdes amado!

Esta valiosa lição nos é tão importante para nós que temos conhecimento da bondade de Deus e da vida eterna.

É nesta mensagem importante que entendemos o amor incondicional, aquele que se doa sem nada aguardar em troca. É preciso amar muito, mas muito mesmo para se receber de volta amor. Muitos passam a vida esperando serem amados, mas não entendem que primeiro é preciso doar amor para depois ter a oportunidade de recebê-lo.

Jesus tanto nos amou mesmo quando era odiado por nós. Seu esforço não foi em vão, basta vermos o quanto Deus o ama hoje. Cada pensamento positivo e carinhoso, cada olhar terno direcionado a nós, cada palavra de conforto aplicada ao nosso sofrimento foi, para Jesus, o que pode ser para nós também, a escada para a evolução espiritual.

A humanidade entende por amor o ato de um homem se relacionar em um casamento com uma mulher, mas estamos enganados. Quem espera ver amor nessa relação, nada compreende sobre o amor.

O amor existe entre todas as criaturas, não somente entre um casal. A humanidade acha que o sexo, o contato físico, a proximidade dos corpos na relação matrimonial é amor, mas não é, é apenas um ato materialista.

Há quem leia este texto e diga, nunca fui amado, nunca tive meu homem ou minha mulher. Pois não o terás, uma vez que não somos donos uns dos outros e também porque quem realmente ama, "liberta".


Qual é o pássaro que vive feliz dentro de uma gaiola? Nenhum! Então por que tentamos prender nossos semelhantes, maridos e esposas em nossas vidas? Para fazê-los infelizes, essa é a resposta. Achamos que os fazemos felizes quando os privamos das tentações do mundo, quando os "guardamos" trancafiados em nossas casas, mas isso não é amar, é fazer com que o pássaro lentamente vá morrendo.

Amai então verdadeiramente, libertando, confiando e aceitando que todos somos imperfeitos e terás um dia o amor que tanto procurastes nesta e noutras tantas vidas.

Um comentário: