terça-feira, 29 de maio de 2012

Amar a Si Mesmo



A máxima que nos ensina a "amar ao próximo como amamos a nós mesmos" nos deixa claro o fato de que há a necessidade de aprendermos a nos amar.

Amar a si mesmo é aceitar-se  como você é, é aceitar aquele cabelo ou aparência que você tem, é aceitar o fato de que você é igual aos demais na condição de que é imperfeito e, portanto, irá errar algumas vezes na vida, é aceitar que você é aquilo que come, aquilo que pensa, aquilo que faz.

Não se importe com o que os outros acham que você é, mas sim com o que você acha de si mesmo. Se algo não está bom para você com o seu corpo ou com as suas atitudes, então repense sobre a possibilidade de mudar ou se conformar com o que tem em mãos.

Não podemos amar alguém se nem ao menos amamo-nos.



Enquanto as pessoas vivem preocupadas em falar mal da vida dos outros, seja você o mais esperto e compreenda que ninguém nasceu na Terra para mudar os outros, mas sim para mudar a si mesmo e que esse mudar não é a aparência, não é a namorada, não é o emprego, esse mudar é a atitude, o pensamento, o que você procura para si mesmo.

Dê graças a Deus por ter um corpo saudável, por ter alimento posto à mesa, por ter um teto onde dormir, uma família com quem conviver, amigos com quem brincar, trabalho que lhe dê o sustento necessário mesmo sem aquelas regalias e luxúrias que você erradamente sonha todos os dias.

Amar a si mesmo é isso, é aceitar quem você é. Se não está contente com a vida, observe-a e pense o que pode fazer para melhorar. Um emprego melhor, estude, uma namorada melhor, mude sua postura e seus hábitos, assim como os lugares onde frequenta e conhece pessoas. Quer paz? Então medite, ore.

Ame-se, ame muito, aceite-se, viva, sê feliz!

Nenhum comentário:

Postar um comentário