terça-feira, 20 de novembro de 2012

Erros do Passado

 

Já dizia o saudoso Chico Xavier: Ninguém pode mudar o passado, mas todos podemos fazer um novo começo.

Erramos, sim, e dai? Somos imperfeitos, de que adianta ficarmos nos lamentando? Eu sei que a consciência nos acusa, que ela nos chama a olhar para o mal que fizemos, porém, o que as pessoas precisam entender, é que a consciência nos faz lembrar desse mal, desse erro, para que possamos aprender com ele e não para nos torturar.

Quantas não são as pessoas que erram e tornam a errar, e novamente caem no mesmo erro? Muitas...

Deus, em sua perfeita sabedoria, criou a consciência que é como um semáforo. Quando está verde, está tudo tranquilo, pode prosseguir com sua vida. Quando está amarela, ela lhe alerta, preste atenção antes que seja tarde, mas quando fica vermelha, ai é hora de parar, reavaliar o caminho, as atitudes e então só prosseguir quando entender que está tudo correto.

A tristeza pelo erro existe, mas não resolve o problema. Quando ela vem, duas serão as opções: você pode compreendê-la, jogá-la fora e não repetir mais o erro ou você pode se deixar cair em depressão e atrair a influencia de espíritos zombeteiros.

Observemos então que as escolhas são nossas, que quem sofre pelo erro do passado o faz porque quer, pois todos podem sacudir a poeira e se levantar para prosseguir, mas nem todos o querem.

É mais fácil ficar se lamentando e fazendo-se de vítima, mas é também muito mais prejudicial.

Encare os erros com outros olhos, pois mesmo na pior das situações há lindas lições que Deus nos concede.

Na relação rompida, há o aprendizado do apego x amor, no emprego perdido há o aprendizado do relacionamento x esforço, na doença que nos aflige há o psicológico abatido x mau cuidado com o corpo.

Quando passamos por situações difíceis, aprendemos a lidar com elas, então procuremos não repetir esses erros. Lamentar, iremos sempre lamentar, mas podemos ser fortes o bastante para prosseguir.

Nenhum comentário:

Postar um comentário