terça-feira, 6 de novembro de 2012

O Inimigo Oculto

A doutrina espírita nos chama a atenção para a negligência que alguns pais e mães tem com a educação de seus filhos, oferecendo a eles o mau exemplo do consumo de drogas como álcool e cigarro dentro do lar.

Aos olhos de muitos, essas drogas não são consideradas drogas, mas aos olhos de Deus tudo o que prejudica o equilíbrio familiar é um mal e deve ser evitado.

O espírita tem por obrigação alertar seus familiares e servir de exemplo no combate ao consumo de tais drogas, sendo um pilar firme dos ensinamentos do Cristo e um escudo contra a atração ilusória que as propagandas fazem para que a droga adentre o lar.

A humanidade ainda não conhece bem os efeitos do álcool e do cigarro no perispírito, mas o dia em que passarem a ter conhecimento de tais efeitos, irão refletir sobre o seu consumo, pois nem mesmo um só gole é indicado, nem mesmo um só trago é bom.

Os pais precisam se conscientizar de que não conseguirão exigir dos filhos respeito e disciplina quanto ao consumo destas drogas justamente porque eles, pais, não deram o exemplo quando tinham por obrigação auxiliar na educação e formação moral dos pequeninos.

O homem inteligente é capaz de perceber o resultado dos consumos de álcool e cigarros, ver que são desastrosos e que são maléficos para o corpo e para a alma. As propagandas usam de piadas à mulheres peladas para disfarçar a impressão ruim que estas drogas causam e iludem-nos com suas mentiras.

A juventude tem forçado a liberação de drogas ilícitas como a maconha, sem conhecer os seus efeitos, ou muitas vezes ignorando o que a ciência já comprovou ser perigoso. Infelizmente falta educação para isso nas escolas, mas pior do que as escolas está o lar, pois quantos são os pais que preferem assistir televisão ao invés de ter uma conversa educativa com seus filhos.

É comum vermos jovens iniciando a destruição de suas vidas pelo cigarro ou pelo álcool, passando depois pela maconha, seguindo pela cocaína e avançando em drogas como o crack.

O espiritismo vem nos chamar a atenção para os cuidados com esses pequenos problemas que podem um dia se tornar grandes dentro de cada família.

Nenhum comentário:

Postar um comentário