quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

Desculpar e Esquecer


  Na hora da raiva, o melhor a se fazer é simplesmente esperar e se acalmar, porque a raiva passa, mas a besteira que fazemos por causa dela não.

  Não seremos melhor do que o ofensor se revidarmos a ofensa, mas seremos melhores do que ele se formos capazes de suportá-la e refletir sobre ela, pois no fundo de cada informação há sempre algo a ser observado e aprendido.

  Não quer dizer que se te chamam de preguiçoso, que assim o sejas, mas que você pode encontrar algo que fez com que aquela pessoa te achasse assim e portanto, vai e corrige-te a ponto de não prejudicar ninguém com as tuas imperfeições.

  Feliz aquele que se preocupa em amar mais do que ser amado, em perdoar mais do que pedir perdão, em desculpar mais do que ser desculpado.

  Quem guarda a mágoa no coração, está apenas acumulando lixo, o qual, cedo ou tarde, teu espírito irá expelir sob a forma de doenças e então os teus lamentos virão como se você fosse vítima de tudo o que lhe acontece, mas a causa de todo o mal está sempre em nós mesmos, quem perdoa não tem mágoa, sem mágoas a pessoa não causa danos ao espírito e consecutivamente vive mais saudável. Os pensamentos tem força sobre nós, sobre os outros também, pensemos positivamente e deixemos a mágoa para trás.

  Jesus é o nosso maior exemplo e o perdão foi a maior prática Dele!

Nenhum comentário:

Postar um comentário