segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

O Desafio de Amar


  O comportamento humano com relação ao relacionamento amoroso teve mudanças ao longo dos séculos. A forma como se inicialmente o homem pré-histórico se relacionava já não pode ser mais aplicada no mundo de hoje, os cortejos elegantes do passado perderam suas belezas depois que cederam o lugar para o famoso "ficar".

  O que estamos fazendo de nossas vidas? E o que estamos fazendo do relacionamento?

  Relacionar-se com alguém não é brincar, não se deve expor seus sentimentos como se fossem algo temporário que você controla, como se alguns dias ou até minutos de convívio fossem apenas para saciar a vontade de ter alguém ao seu lado.

  Cadê o romantismo? Onde foi parar a ética e a moral que nos levam a respeitar o próximo e também respeitar os seus sentimentos?

  Será que nossa juventude não percebe que quem fica algum "tempinho" com outra pessoa pode despertar nela sentimentos que irão lhe causar certo sofrimento quando se separarem?

  Está na hora dos pais educarem os seus filhos e mostrarem a eles que amar não é curtição, que relacionar-se é importante para o desenvolvimento do caráter, da responsabilidade e que é um fenômeno natural da vida.

  Não vemos mais hoje em dia tantos casais envelhecendo juntos, vemos o reflexo do "ficar rapidinho" nos casamentos que não duram mais do que alguns anos. As trocas de parceiros parecem ser mais fáceis do que assumir a responsabilidade de cuidar de uma família. Estamos criando jovens covardes que irão abandonar seus filhos por pura vontade de satisfazer seus desejos com outros parceiros(as) que julgam ser mais bonitos, ricos, interessantes...

  Viva o desafio, ensinemos a juventude que ninguém é obrigado a ficar preso num relacionamento, porém que ninguém deve começar um relacionamento se não tem a certeza de que é isso que quer e que se no futuro ele vier a desistir, então toda a família irá arcar com as consequências da imprudência de um.

  Amai-vos uns aos outros, respeitai-vos uns aos outros, somente assim estaremos amando a Deus.


Nenhum comentário:

Postar um comentário