sexta-feira, 3 de maio de 2013

As tendências que nos impedem de evoluir


  Por mais que nos esforcemos em fazer o que é certo, nossas imperfeições sempre acham uma tentação para nos desviar do caminho. As vezes nos perguntamos: por que não há solução para a fome, miséria, doenças e violência? Porque aqueles que estão encarregados de resolver tais problemas acabam sucumbindo a tentação por estarem rodeados de pessoas que gananciosamente não desejam ver o fim dos males que sofremos.

  Quando Jesus por aqui passou e lutou com palavras de amor contra o mal da humanidade, Ele teve ao seu redor diversos inimigos que não desejavam que as pessoas entendessem o caminho da caridade. Para eles era preferível ver o povo ignorante e temente, pois assim sempre os teriam na palma da mão e tudo o que desejassem a eles, inimigos do Cristo, seria ofertado como forma de se libertar do suposto mal sofrido. O problema que Jesus não temeu seus inimigos e segui adiante independente do que lhe fosse acontecer, dando sua vida por aqueles que Ele nem conhecia, mas amava.

  O que podemos fazer então para mudar a situação do nosso mundo?

  Seguir o exemplo do Cristo!

  Não lhe parece óbvio que não há caminho melhor do que o do amor e da caridade? Que temos que ensinar as pessoas, filhos, amigos e parentes a amar?

  E como podemos fazer isso se cada um de nós não nasceu para forçar o outro a mudar, mas sim para mudar a si próprio?

  Mais simples ainda, fazendo mais uma vez o que o Cristo ensinou: DAR EXEMPLO!

  O filho não faz o que os pais fazem? Em grande parte das situações sim, pois o exemplo moral dos pais é forte indício de mudança de conduta da criança. Mas a criança possui um espírito que tem vontade própria e nem sempre concordará com os exemplos paternos, é verdade, mas se o exemplo for bom e a criança tiver tendências ruins, os exemplos a ajudaram ao menos a refletir sobre o certo e o errado.

  Quando você joga lixo nas ruas, seu filho aprende que isso é correto, ou mesmo que veja em algum lugar que é errado ele vai pensar que não faz mal, pois se o pai não foi punido, então por que o filho seria?

  O exemplo é o melhor caminho para nos ajudar na educação e na construção de um mundo melhor. Libertaremo-nos da ganância, do orgulho e de tantas outras imperfeições se juntos praticarmos os ensinamentos Cristãos, doando amor por meio da caridade, fazendo ao próximo aquilo que sabemos que fará bem a ele e que gostaríamos que fizessem a nós.

  Ficar sentado na cadeira assistindo as pessoas se matarem não ajuda em nada, mas dar exemplo ajudará e muito.

  Não precisamos ser os salvadores do mundo, mas se cada um fizer um pouquinho que seja, a união desse pouquinho de cada um se tornará muito mais do que podemos contar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário