sábado, 29 de junho de 2013

Vídeo: UMA NOVA VISÃO DO MUNDO - Cristiane Deux / Lar de Frei Luiz


Palestra: Uma Nova Visão do Mundo
Palestrante: Cristiane Deux
Local: Centro Espírita Lar de Frei Luiz
Estudo: Capitulo XXI do Evangelho segundo o espiritismp,HAVERÁ FALSOS CRISTOS E FALSOS PROFETAS.
Direção: WILSON VASCONCELOS PINTO.(Presidente)


 Vídeo disponível no link Vídeo_90

sexta-feira, 28 de junho de 2013

Que consequências podem trazer a ingestão de carnes?

  A alimentação de carne é algo comummente questionada e discutida quanto à sua real necessidade. Alguns alimentos do reino vegetal podem suprir o que a carne oferece ao corpo humano, mas por que deveríamos nos abster de consumir carne?


  Um dos fatores que tem levado muitas pessoas dessa geração atual a escolher alimentos alternativos à carne é o fato de que a alimentação é mais saudável e portanto trará mais benefícios ao corpo humano. A saúde é uma questão sempre importante e deve mesmo ser levada em consideração.

  Outro fator é quando a crueldade, a qual muitas pessoas condenam, de se matar animais, principalmente pessoas que tem como amigos os seus animais de estimação. De fato, se uma pessoa acompanhar todo o processo de produção da carne, ela ficará chocada. O momento da matança do animal para depois ser cortado e processado, embalado e vendido nos supermercados realmente choca qualquer coração, por mais frio que possa ser.

  No ponto de vista da doutrina Espírita, temos um fator a mais: a vibração que fica impregnada na carne. Como o animal é morto de forma cruel, geralmente com pancadas, não podemos negar que ele emana o sentimento de ódio contra o seu agressor e por isso imprime em sua carne e ossos, energias que farão mal a qualquer um que venha a ingerir tal alimento.

  Nas casas espíritas, o médium é a pessoa que canaliza as boas vibrações vindas dos espíritos de luz, anjos do Senhor, e as distribui aos necessitados. É recomendado ao médium que, pelo menos um dia antes dos trabalhos espíritas, que ele não venha a se alimentar de carne, evitando assim as impurezas contidas nela.

  Não venho aqui condenar quem come carne, nem forçar ninguém a mudar seus hábitos, mas acho importante compartilhar essas informações para que todos saibam o porque da adesão de muitas pessoas à uma alimentação rica em vegetais, frutas e legumes.

  Bom, agora que você já leu e tem sua própria opinião formada sobre o assunto, peço 2 coisas, a 1ª é que assista o vídeo abaixo que é sugestão da nossa leitora Lívia B. Maia e que agradeço muito por visitar o Serena Luz, a 2ª é que deixe o seu comentário sobre o tema.


quinta-feira, 27 de junho de 2013

Um exército de Luz que conduzirá a humanidade para dias melhores!


  A cada manhã novos irmãos encarnam neste mundo, trazendo consigo características realmente dignas de serem notadas. Observando atentamente, podemos notar a evolução destes seres se compararmos o simples manejo da tecnologia atualmente empregada.

  Notem que as pessoas mais antigas tem ainda resistência e dificuldade para lidar com equipamentos atuais, tais como controles de televisão, celulares com touch screen, entre outros tantos. Mas os que nascem nessa geração, com poucos anos de vida usam esses equipamentos como se a anos estivessem trabalhando com eles.

  Isso não é coincidência, tão pouco é milagre, mas é a geração da luz que Deus traz para nossa querida Terra, visando nos auxiliar no progresso da espécie humana.

  O que temos que observar é que não é apenas na tecnologia que estes espíritos mais evoluídos se destacam. Muitos deles trazem consigo questões morais mais elevadas e que colocam em questionamento os princípios atualmente aplicados na sociedade. É essa geração das ruas que protesta por um país melhor e que se une em um só canto por igualdade, mais saúde, mais educação, fim do roubo...

  Não são exatamente filhos da revolução, mas são filhos do mesmo Deus que busca nos ajudar a melhorar mais a cada dia.

  Saber ouvir essa geração e até mesmo saber lhes oferecer atividades e condições para que se desenvolvam é essencial. O jovem de hoje é mais ativo do que o de ontem, não dá para manter o rítimo do passado para essa turma de luz que nasceu a pouco.

  O que fazer então? Bom, podemos começar ouvindo o que cada um deles tem como proposta para tornar o mundo um lugar melhor e, num consenso aplicar mudanças.

  Se estes espíritos mais evoluídos não receberem condições para se desenvolverem, logo irão tornar-se um problema, pois poderão desenvolver-se de forma errada e é ai que vemos os jovens buscando drogas ou caminhos que iludem, parecem fáceis, parecem lhes ocupar tempo e energia, quando na verdade lhes roubam oportunidades.

  Quando o Cristo veio para cá, era o espírito de luz mais evoluído de todos e nós não soubemos como aproveitar o que Ele tinha para nos oferecer naquela época, a consequência desse nosso despreparo foi justamente dor e sofrimento, seguido do arrependimento do mal que fizemos àquele que apenas veio para nos amar e ajudar.

  Muitas são as possibilidades para se aproveitar melhor os filhos da luz que estão nascendo, uma delas é a criação de centros de treinamentos nos quais podemos aproveitá-los como voluntários para o auxílio e a educação dos menos afortunados. Atividades não faltam, o que falta mesmo é boa vontade por parte daqueles que aqui já estão a um bom tempo e que não querem sair da comodidade da suposta vida feita. Já viu como muitos trabalham para se aposentar, enquanto deveriam trabalhar para progredir?

  Olhemos ao nosso redor, crianças espertas, que nos surpreendem cada vez mais e pensemos no que podemos fazer para que elas possam usufruir de toda a capacidade que Deus lhes concedeu para fazer desse mundo um lugar melhor para todos que nele habitam.

quarta-feira, 26 de junho de 2013

Um sinal de luz que surge à todo instante


  A cada dia temos uma nova oportunidade de fazer o que é bom, o que é certo, o que nos trará paz. Desperdiçar essas oportunidades é atrasar o desenvolvimento moral e acumular problemas, pois quem não faz o bem, mesmo que não faça o mal, está no caminho errado da preguiça.

  Dar uma palavra de conforto, compartilhar um sorriso meigo, doar um ouvido e prestar atenção nas queixas, todas essas são pequenas oportunidades de ajudar alguém, que se somadas, irão tornar-se um belo ato caridoso ao próximo.

  Muitas pessoas acham que só podem fazer caridade doando dinheiro ou bens materiais. Engano grave! Dia após dia a chance de fazer o bem surge, mas dia após dia nós costumamos desperdiçá-las.

  Fiquemos atentos, pois, nos sinais que Deus nos envia. A luz está sempre ao nosso redor, nós é que muitas vezes nos recusamos a enxergá-la, mantendo-nos na escuridão do nosso ego, cultivando nosso orgulho, preocupando-se somente com nossas vidas.

  Ninguém progride sozinho na vida, pois até mesmo aquele que chega no topo fazendo o que é errado, subindo nas costas dos outros, precisa de alguém para lhe dar um empurrãozinho. Observemos então que a nossa melhoria só se faz quando aprendemos a conviver com as pessoas e que é essa convivência que nos faz experimentar oportunidades de conhecermos melhor a nós mesmos.

  Ora, mudemos o item "oportunidade de fazer o que é bom" para um comparativo com uma situação no deserto, onde a água é escassa. Se por ventura você estiver  andando num deserto escaldante e com muita sede, vier a notar que de uma rocha sai uma única gota de água por dia em horários aleatórios, você não esperaria pela oportunidade de colhê-la para tentar saciar sua sede? Pois é, a gota é a luz da caridade que nos surge em meio à rocha da vida, se você não aproveitar essa oportunidade, não vai saciar a sua sede de progresso e vai estagnar na vida, como uma pessoa que apenas perdeu o tempo de mais uma encarnação vivida.

  Assim como quem quer trabalhar, você não pode perder a oportunidade de estudar para estar pronto para as oportunidades quando elas surgirem. Mas para o ato caridoso, não nos adiantaria estudar física, matemática, mecânica, etc... precisamos estudar a moral Cristã e acima de tudo aplicá-la como quem faz um estágio e adquire experiência.

  Faça o bem sem olhar a quem e nada espere em retorno, porque quem vai lhe presentear depois não é o necessitado, mas sim um Pai orgulhoso da sua boa vontade com o seu irmão.

terça-feira, 25 de junho de 2013

A felicidade fica logo ali, perto da porta do bem, que dá acesso ao coração de uma pessoa especial


  Dentre tantos espíritos encarnados nessa terra abençoada que Deus nos concedeu para o progresso moral e intelectual, há os que desejam o bem, os que desejam o mal e os que são indiferentes ao que lhes acontece ao seu redor.

  O ser que pensa no bem próprio já deu um pequeno passo, o que pensa no bem do próximo deu um passo gigante, o que pensa no bem de todos, mesmo daqueles que nunca conheceu, este atingiu um ponto alto na escala evolucional do espírito.

  A felicidade só é conquistada quando se trabalha para seguir no caminho do bem. Não é possível haver felicidade quando se faz o que é ruim, uma vez que o mal em si não traz nada além de orgulho, egoísmo, inveja ou ódio.

  Portanto, se você deseja o bem, você é uma pessoa especial porque está cada vez mais próximo de se tornar um espírito puro. Mesmo que ainda lhe restem imperfeições a serem tratadas, não desista do caminho, pois é fazendo o bem que você se manterá na estrada criada pelo maior exemplo encarnado da humanidade, Jesus Cristo.

  Toda luz surge para clarear o caminho, facilitando os passos e adentrando os ambientes onde antes a escuridão tomava conta. Quando você, ser que está agora empenhado no caminho do bem, adentra tais ambientes escuros, leva consigo a luz que ajudará muitas pessoas a voltarem para a estrada e que como exemplo poderá salvar muitas vidas.

  Esforce-se para ser bom, repila os pensamentos negativos e maldosos, vigie e ore constantemente para que não te desvies do caminho. Não é fácil superar as imperfeições, mas é gratificante observar os sorrisos daqueles a quem ajudamos, nos traz paz e equilíbrio para prosseguirmos todos os dias.

  Jesus não pediu muito, não cobrou dinheiro de ninguém, só pediu que amássemos uns aos outros, sem nada esperarmos em troca.

segunda-feira, 24 de junho de 2013

A maior felicidade do Professor da vida é quando o aluno é aprovado.


  Quando estamos em dificuldade, clamamos e oramos muito mais do que o fazemos nos momentos felizes. Isso se deve em partes por causa dos nossos medos e não deixa de ser um sinal de aprendizado. Deus usa esse momento para testar a fé, para mostrar que é fácil confiar Nele quando tudo está bem, mas que basta uma dificuldade lhe surgir no caminho que logo você se revolta, que chora, que parece sentir-se sem forças e vê sua fé diminuindo.

  Portanto, lutemos contra nossas imperfeições até mesmo quando a situação nos parecer ser difícil de superar. Cedo ou tarde, a prova irá terminar e o Professor virá dar a nota, mas mais do que isso, Ele vai mostrar onde erramos e onde acertamos e vai nos recordar de que apesar de termos errado, Ele já havia nos ensinado aquela parte da matéria e que fomos nós mesmos que não aprendemos a lição, que não estudamos o suficiente e que precisamos voltar e nos prepararmos melhor para uma nova prova.

  Deus é o professor de toda a humanidade, vive nos concedendo oportunidades de progresso e não tarda em nos socorrer nas dificuldades, porém, lembre-se de que se o Professor fizer a prova por você, então você não terá mérito algum e por isso não te queixes se Deus está lhe dando a chance de resolver seus problemas sozinho. Isso é na verdade uma bênção e não um castigo.

  Confiar é algo que todos temos que aprender a fazer, porque é muito fácil sentir medo. Quantas não são as pessoas que você conhece e que reclamam de algo mesmo que seja tão simples de se resolver? Pois é ai que vemos o quão importante nos é aprendermos a parar de reclamar e suportar com resignação as provações da vida, mostrando fé, força e capacidade de galgarmos a nova série escolar da vida.

  Ninguém entra no ensino médio sem passar antes pelo ensino fundamental!

sexta-feira, 21 de junho de 2013

Alô, lembra-se de mim?


  Sabe aquele amigo que faz tempo que você não vê? Sim, aquele mesmo de quem você gosta tanto mas que o tempo o afastou? É nesta sexta-feira linda que se inicia, prévia de um ótimo fim de semana que você pode começar a matar a saudade.

  Por vezes vamos empurrando para frente e adiando o reencontro, mas o tempo passa e a vida segue, se você se distanciar muito dos seus amigos, poderá não ter mais tempo para passar com eles aqui nesta vida.

  Trabalhamos a semana toda, estudamos muito, nos esforçamos para melhorar materialmente nesta vida, mas temos que cultivar e trabalhar o lado social também, relacionar-se com amigos é a melhor forma de fazer isso, já que com a família o contato costuma ser diário.

  Não deixe a amizade acabar, ligue para quem você tem saudades. Combine um programa bem tranquilo, num ambiente alegre, sem bebidas, drogas, mas com música, com sol, com o que a natureza tem de melhor para nos oferecer.

  Que todos tenham uma ótima sexta-feira e um fim de semana melhor ainda!

quinta-feira, 20 de junho de 2013

Pelo ensino se faz o caráter e se desenvolve a inteligência, pela violência se apresenta o mau caráter e se prolifera a ignorância


  Não tenho interesse algum em incentivar manifestações, tão pouco o quebra-quebra que se tem visto na televisão. Minha própria cidade ainda não teve tumultuo, mas sei que já tem data marcada.

  É triste ver um povo que luta para corrigir um erro que o próprio povo cometeu. Estão culpado a presidente e os demais políticos pela falta de estrutura em nosso Brasil, mas acaso não fomos nós que votamos neles e acaso não fomos nós que aceitamos a forma como eles governam?

  Pensem bem, o brasileiro não tem ligado muito para a educação, logo o governo foi tirando do salário de professores, foi tirando materiais dos alunos, foi tirando qualidade do ensino, tudo isso porque nós fomos aceitando.

  Isso tudo ocorreu em várias áreas, tais como educação, saúde, transporte, moradia, etc... Demoramos muito para despertar e foi por isso que a situação chegou onde chegou. Porém, revoltar-se não vai resolver a situação, não se combate a violência contra os direitos do cidadão com mais violência, até porque a violência apenas gera violência.

  Sabe o que devemos fazer? ESTUDAR!

  Um povo sem cultura, sem ensino é um povo que vota errado, é um povo que se cala ao ver algo errado. Bom, ai você diz, como estudar com as escolas e o nível de ensino de hoje? E eu lhe respondo: quem quer mesmo, consegue. Primeiro que grande parte da população possui internet, um dos meios de comunicação mais ricos em cultura e que, infelizmente, tem sido usado apenas para acessos às redes sociais, pornografia e pirataria. Quanto tempo você tem passado no facebook? Agora compare com quanto tempo você tem estudado pela internet?

  Esse é um ponto que já poderia mudar muita coisa, atitude de se policiar no seu tempo livre, de fazer algo que lhe ajude a ser um cidadão melhor, um irmão melhor como Jesus nos pediu.

  Se você que há outras pessoas que não dispõe do recurso da internet para o estudo, então você, brasileiro, cidadão, filho de Deus pode muito bem ser muito útil formando grupos em sua própria casa, na sala e educando, isso mesmo, ensinando os menos afortunados. Isso é caridade, isso é ser realmente um brasileiro, é doar aquilo que você tem e que outros não tem condições de ter.

  Garanto para você que se cada um fizesse um mínimo de esforço para se educar, nosso país teria um perfil bem diferente diante do que vemos hoje. Garanto que político algum teria coragem de tentar nos fazer de bobos.

  Se o gigante acordou, que ele então seja humilde para pedir a Deus que mostre o caminho para resolvermos essa situação, sem violência, sem sangue, sem culpa, mas sim pela estrada da educação e da civilização de um povo que é alegre, amoroso e filho de Deus!

quarta-feira, 19 de junho de 2013

A lente do amor revelando os sentimentos interiores


  A sensibilidade de quem ama o próximo é mais aguçada do que podemos imaginar. Vemos um forte exemplo na mãe que basta olhar para o filho e já sabe que algo o preocupa, ou o pai que de longe sente que a filha sente sua falta.

  Quando se ama, se é capaz de ver o que há na alma de cada ser, mesmo que coberta pela matéria, pois o amor não encontra barreiras, ele tudo supera.

  Amar é se importar com alguém, é querer o bem dele, é estar sempre disposto a lhe estender as mãos em um gesto de solidariedade.

  Feliz é aquele que adquiriu a sensibilidade do verdadeiro amor, pois tornou-se um espírito iluminado e superior. Junto com o amor vem o progresso pessoal, no campo moral e intelectual, pois o amor nos torna sábios, capazes de vivenciar e superar provações que antes eram quase impossíveis.

  Amplie as suas capacidades de entender o seu próximo, aprenda a amá-lo e sentir seus medos e angústias, aprenda a respeitá-lo e a ajudá-lo dignamente, seja luz no caminho dos que estão perdidos.

  Não há alegria insignificante, uma vez que a alegria é em seu todo algo belo de se ver. Um simples sorriso transmite muito mais do que se pode imaginar.

terça-feira, 18 de junho de 2013

Quando parecer difícil, ergue tua cabeça aos céus e clama ajuda àquele que nunca te abandonou.


  "Pedi e obtereis, batei e abrir se vos á!" Sábias palavras do Mestre Jesus, o maior conhecedor de Deus que viveu entre os homens.

  Por que nos preocupamos tanto com nossos planos, com nossos resultados, com nossas metas? Por que carregamos um fardo tão pesado que vem a nos causar depressão, stress e até doenças?

  É tão comum agirmos assim, mas tão errado também. Temos nossos planos, mas se eles vão dar certo ou errado não é algo que podemos controlar, por mais que nos esforcemos temos que ter em mente que o que é melhor para o aprendizado de cada um, é o que Deus prevê para nós e assim será, independente de nossa vontade, até porque somos imperfeitos demais para entendermos mais do que o Criador.

  Deixemos nas mãos daquele que mais nos ama, Deus, para que nossa fadiga seja convertida em progresso. Desviemos a energia gasta com a nossa preocupação para o desempenho do trabalho. O pipoqueiro nem bem estourou a pipoca e já se preocupa se haverão clientes. Ora, eis que se ele fizer o seu trabalho bem feito e se o seu coração estiver centrado no caminho dos bons e dos retos, Deus há de fazer com que as pessoas sintam o cheiro da pipoca e há de trazer clientes para o pipoqueiro. Portanto, seja qual for a tua profissão ou qual forem os teus planos, executa-os com dedicação e bondade e entrega o resultado nas mãos de Deus, para que o Senhor cuide do teu caminhar.

  Ter fé é confiar plenamente na vontade de Deus e aceitar que temos que enfrentar certas situações para que possamos progredir, mesmo que pareçam difíceis, não serão impossíveis, pois Deus não nos dá um fardo mais pesado do que possamos carregar. Confia e segue adiante, pois Deus e Jesus hão de te amparar nas tuas provações diárias.


 

segunda-feira, 17 de junho de 2013

Quero trocar 1 milhão de reais em moeda do espírito


  Podemos ganhar milhões em bens materiais durante nossa vida terrena, isso nem é tão difícil assim como muitos pensam. Mas difícil mesmo é ganharmos algo que enriqueça nosso espírito, que nos torne belos e iluminados.

  Isso se deve ao fato de que quem tem muito para oferecer, na maioria das vezes, nada quer oferecer e acaba por acumular bens materiais e a chamada pobreza de espírito.

  Um espírito se enriquece quando segue os exemplos de Jesus, doando amor, paz, tempo, energia e o que tiver de recursos materiais que venham a beneficiar os menos afortunados.

  Outra forma de enriquecer a alma é sorrindo, fazendo com que a alegria se espalhe e contagie, é sendo carismático, é deixando a amargura para lá e buscando viver a vida com intensidade.

  Por isso nos é tão difícil enriquecer o espírito. Não se vende nada disso na lojinha de departamentos, nem no supermercado e nem na internet. Para tal, é preciso muito esforço, dedicação e principalmente, boa vontade.

  Porém, há algo de muito valioso e interessante nessa forma de se enriquecer, pois quanto mais doamos, mais ricos ficamos, mais o espírito se embeleza com a luz divina do bem. A pureza do coração toma conta do ser, aumenta as amizades, cria amores sinceros e sublimes, faz com que nos rejuvenesçamos e abre portas para novos caminhos a serem trilhados.

  Portanto, não acumulemos os bens materiais, mas sim os bens espirituais fazendo o que é bom as olhos de Deus, porque Deus é bondoso e amoroso com todos nós!

quarta-feira, 12 de junho de 2013

Vigia teus passos para que não sirvas de mau exemplo ao teu próximo


  Quando vemos uma pessoa agindo de forma errada, logo a culpamos por seus atos, a pré julgamos sem um pingo de dó e numa análise fria atribuímos todos os erros a ela.

  O que fazemos não é correto, pois nem sempre somos os únicos responsáveis por algo. É óbvio que todos tem o livre arbítrio e que todos pode fazer escolhas, mas não podemos esquecer de algo que influencia na vida de cada um de nós, o EXEMPLO.

  O exemplo começa dentro de casa, onde os pais são vigiados atentamente pelos olhos das crianças. Cada gesto, cada palavra, cada expressão facial é memorizada pelo cérebro dos pequeninos e é guardado como padrão a ser seguido no futuro.

  Quantas vezes você já não se surpreendeu com uma criança que nunca havia falado um palavrão e logo após ver seu pai soltar um, o repete. Isso é um pequeno exemplo de muitas coisas que as crianças e os adolescentes fazem com base naquilo que aprendem no dia a dia.

  Ora, não é a escola um lugar de ensino por meio de exemplos? O aluno que aprende a ficar em silêncio porque vê o colega bagunceiro tomar bronca da professora é um exemplo. Se pegarmos o aluno bagunceiro e buscarmos um pouco mais a fundo a origem de seus hábitos, vamos encontrar dois pontos a serem analisados:

  1º um espírito rebelde que já traz do seu passado uma vivência em desequilíbrio e que ainda precisa corrigir suas tendências à desordem.
  2º uma criança que tem dentro de seu lar uma família que grita, briga, não arruma a casa, não respeita o próximo e acaba por tomar isso como exemplo base para se viver, não encontrando portanto no seu comportamento desordeiro nenhum erro. É o fazer errado por achar que é certo.

  A família é o exemplo mais próximo de cada um de nós, portanto, manter um lar equilibrado nos moldes dos ensinamentos Cristãos é dar à criança a chance de se tornar uma pessoa melhor no futuro.

terça-feira, 11 de junho de 2013

Sendo o caminho certo ou errado, de qualquer maneira haverá um aprendizado!



  Diante dos desafios que a vida nos impõe, haverão sempre situações que exigirão de ti uma postura firme para uma tomada de decisão. Decisão essa que influenciará em tua vida e possivelmente na de muitas outras pessoas que participam de tua vida.

  O fato de recebermos tais desafios não implica no fato de estarmos preparados para enfrentá-los. Esse é um dos problemas que temos que aprender a lidar sozinhos e que nos dá a condição essencial para a evolução do ser.

  Por vezes, você errará na decisão tomada. Não deixe que isso lhe abata e nem que lhe desmotive, mas faça dos teus erros a experiência de que tu precisas para progredir e evite tornar a repeti-los.

  Mas se por vezes erramos, por outras acertamos e demonstramos que estamos amadurecendo somente se soubermos lidar com tais situações. Não adiantaria para o pobre ganhar 1 milhão de reais na loteria se ele não tiver condições de lidar com a riqueza, pois logo poderia perder tudo o que ganhou.

  É de vital importância amadurecer, assim nossos erros terão um valor especial em nossas vidas, pois não terão sido em vão. Sofrer nem sempre é motivo de lamentação, é preferível ver o sofrimento como oportunidade de evolução e como porta para a melhoria contínua do espírito.

  Cresça com a vida e torne-se o ser iluminado que Deus espera que você seja, sem que para isso precises fazer o mal, pois mesmo caminho do aprendizado do bem sendo mais lento, ele irá lhe proporcionar a paz de espírito e uma condição melhor para o teu aprendizado.

segunda-feira, 10 de junho de 2013

Um convite ao Sorriso


  O sorriso é de graça e faz muito bem, enriquece a alma até mesmo daqueles que nada tem para nos oferecer e o que é melhor, não empobrece ninguém, portanto doar não irá te fazer mal algum.

  Por meio dele desenvolvemos a habilidade de cativar emoções agradáveis nas pessoas, tornando ambientes mais alegres e situações descontraídas. Ele alivia as tensões, aproxima as pessoas e de uma forma singela nutre amizades e amores.

  Vai dizer que você não fica feliz quando alguém sorri para você?

  Pois eu fico e agradeço de todo o coração por esse lindo e nobre gesto de amor. Sim, sorrir é amar, é doar felicidade, é trazer paz para a consciência que nos avisa que não temos aquela pessoa como inimigo, mas sim como alguém que se felicita com a nossa presença.

  Quantas vezes nos questionamos se a pessoa gosta de nós? O sorriso é uma das ferramentas que tira de vez essa dúvida porque quando surge vem com a mensagem: Oi, tudo bem? Estou feliz em te ver!

  Sorrir faz bem, agita o coração, faz ele bater no ritmo certo e bombear sangue e alegria por todo o corpo. Já há muitos estudos que comprovam os benefícios do riso, então, comecemos essa Segunda-feira fazendo o que há de melhor e mais barato para deixar o nosso rosto mais bonito do que a maquiagem: VAMOS SORRIR!

domingo, 9 de junho de 2013

Estou de volta ao trabalho!

  Bom dia caros leitores do Serena Luz!

  Tivemos uma pausa durante esta semana por motivos de saúde, mas tudo já voltou ao normal e amanhã teremos uma mensagem linda para iniciarmos nossa Segunda-feira.

  Mesmo estando debilitado, as preces continuaram e graças a Deus eu tenho recebido muitos pedidos de prece. Fico feliz por poder lhes auxiliar orando com muito amor por cada um de vocês que me visitam constantemente.

  A exemplo do Cristo, façamos sempre aquilo que nosso coração e nossa consciência nos mostra ser bom para o próximo e para nós e para toda a vida, deixando de lado às coisas materiais e temporais e dando muito mais valor ao sentimento sublime e enriquecedor de almas, o AMOR.

  De vez em quando é preciso parar, por isso precisei dessa semana para recarregar as baterias, mas a vontade de estar com cada um de vocês, de compartilhar a alegria de viver é maior e eu não conseguiria ficar mais tempo longe.

  Volto mais forte, mais empolgado e mais preparado para que esse projeto de amor e caridade possa crescer.

  Lembremos sempre de vigiar e orar para que não sejamos alvo daqueles que ainda sentem inveja e que não compreenderam que é apenas pelo amor que encontraremos paz e felicidade.

  Força e fé na caminhada pessoal, hoje é domingo, um lindo domingo e a vida é maravilhosa!

segunda-feira, 3 de junho de 2013

Origem dos Espíritos: a evolução anímica

O texto foi encontrado no blog "Espiritualidade e Luz", mas a fonte original é do http://somostodosum.ig.com.br



Em O Livro dos Espíritos, os Espíritos se definem como os seres inteligentes da criação, que povoam o universo em torno do mundo material. Tendo sido criados imortais por Deus, os Espíritos tiveram um começo, e assim não são de todo eternos como Deus.
Encarnados na matéria, os Espíritos formam a humanidade tal como a conhecemos; o corpo físico é então uma vestimenta para o Espírito que dele se separa quando estiver gasta.

As leis que dirigem as evoluções tão variadas da matéria física ou vivente mostram que nada aparece subitamente e em estado perfeito. O sistema solar, nosso planeta, a linguagem, as artes, as ciências, longe de eclodirem espontaneamente, são o resultado de uma longa e gradual ascensão, desde as formas rudimentares até às formas mesmas que conhecemos nos dias de hoje.

A alma humana não poderia fazer exceção a esta lei geral e absoluta; constatamos sobre a Terra que ela passa por fases que abraçam as mais diversas manifestações, desde as mais humildes e mesquinhas concepções do estado selvagem, até às magníficas eflorescências do gênio.

Nosso exame retrospectivo deve se deter aí? Devemos crer que esta alma, que governou no homem primitivo um organismo tão complicado, tenha podido subitamente adquirir propriedades tão variadas e tão bem adaptadas às necessidades do indivíduo? Nossa indução deve se deter aos seres que têm exatamente as mesmas características anatômicas que as nossas? Não o cremos, porque as transições insensíveis, que nos conduzem fisicamente da matéria ao homem, encontramo-las no domínio intelectual com as mesmas gradações sucessivas. Então é no início da vida inteligente que precisamos atacar para encontrar, se não a origem da alma, ao menos o ponto de partida aparente de sua evolução através a matéria.

Constatamos experimentalmente, por meio do Espiritismo, a necessidade da reencarnação da alma humana; e a lei de continuidade, que temos assinalado nos seres viventes, nos permite crer que a alma animal está submetida à mesma obrigação. O princípio inteligente viria assim habitar sucessivamente os organismos mais e mais aperfeiçoados, à medida que se tornava mais capaz de os dirigir.

Eis um exemplo que vem confirmar a teoria da encarnação animal:
Se em uma estrebaria se faz o leito dos cavalos com a palha que serviu na jaula de leões ou tigres, quando os cavalos sentirem o odor desta palha, serão tomados de um terror exagerado, e se esforçarão para fugir. Muitas gerações de cavalos domésticos devem ter se sucedido desde que o cavalo selvagem foi exposto aos ataques desses felinos. Entretanto esses cavalos que, depois de numerosas gerações, nasceram nas estrebarias, reconhecem ainda o odor desses terríveis predadores de seus longínquos ancestrais.

Como explicar o medo desses animais? Se supusermos que haja um princípio intelectual no animal, que esse princípio está revestido de um perispírito no qual se armazenam os instintos, as sensações, e que a memória provém de um despertar desses instintos e dessas sensações, tudo se torna compreensível. As mesmas causas produzindo os mesmos efeitos, os animais domésticos são os mesmos seres que viviam antigamente no estado selvagem, e o odor das feras desperta em seu envelope fluídico as lembranças que se relacionam ao sofrimento e à morte, sob os dentes dos carniceiros; daí seu pavor.

O Espiritismo demonstra a existência do perispírito, mostrando que este órgão reproduz fluidicamente a forma corporal dos animais, que é estável em meio ao fluxo perpetuo das moléculas vivas, resultando que é nele que se incorporam os instintos. Como é imutável a despeito das mudanças incessantes das quais o homem é o palco, ele contém, por assim dizer, o estatuto das leis que dirigem a evolução do ser. Na morte, não se dissolve, constitui a individualidade do princípio inteligente e registra cada modificação que as numerosas e sucessivas existências nele determinam, de modo que após haver percorrido toda a série, ele se torna apto a conduzir, a dirigir, mesmo sem conhecimento do espírito, organismos mais complicados. Há neste automatismo qualquer coisa de análogo ao que se nota quando um pianista treinado decifra, à primeira vista, uma partitura nova; como tem flexibilizado por um longo exercício o mecanismo do cérebro, do braço e dos dedos, aos movimentos mais diversos de sua vontade, não tem mais que se preocupar com essas dificuldades materiais, que são intransponíveis para o iniciante; tem apenas que ler a partitura, e seus órgãos obedecem automaticamente ao seu espírito. Mas quanta pena e trabalho antes de chegar a este resultado! Esta maneira de encarar a utilidade indispensável do perispírito se tornará ainda mais clara, à medida que compreendermos melhor a natureza das ações tão complexas que têm por resultado a vida física e intelectual dos animais e do homem.

O instinto é a forma mais inferior sob a qual a alma se manifesta. O animal tem uma tendência de reagir contra o meio exterior, e a sensação determina nele emoções de prazer ou de dor; quando procura uns e foge de outros, ele cumpre atos instintivos que se traduzem por ações reflexas das quais pode ter consciência, sem poder, com freqüência, impedi-las, mas que são admiravelmente adaptadas à sua existência. Assim uma lebre foge ao mínimo ruído que se produz, seu movimento de fuga é involuntário, inconsciente, em parte reflexo, e em parte instintivo, mas esse movimento está adaptado à vida do animal: ele tem por objetivo sua conservação.

Nós pensamos que esses instintos são o resultado de atos realizados um grande número de vezes nas vidas anteriores da alma do animal e que se acham incrustados no perispírito desta mesma alma encarnada em um novo corpo. As sensações nervosas que o animal sente repercutem no perispírito. Uma repetição freqüente da mesma sensação dará nascimento ao instinto.

Tomemos a medusa como exemplo. Esses animais não se dirigem nunca para a terra senão quando o vento para aí as empurra, dir-se-ia que elas sentem os perigos que as esperam. A despeito das precauções tomadas pelas medusas elas, entretanto, encalham em quantidade e não tardam a se dessecarem. Seu temor pelo calor é então absolutamente justificado e basta para lhe criar um instinto, porque a medusa que tiver assim perecido um grande número de vezes, terminará por se afastar instintivamente, nas encarnações seguintes, dessas margens tão funestas para ela.

A luta pela vida, os esforços perpétuos dos seres reagindo contra as influências destrutivas, para se adaptarem ao seu meio, para lutar contra as espécies inimigas, fizeram evoluir os instintos em inteligência. Inteligência que foi primeiramente confundida com o instinto, mas que se diferenciou, com o tempo e a experiência, até o desabrochar do pensamento e da consciência de si mesmo, de seus atos e de suas conseqüências.

Os tesouros do intelecto se tornam claros, lentamente, através a obscura carapaça dos apetites. O egoísmo, o pensamento do eu, nascido pela lei de conservação que tem sido tão longamente sua única soberana, vê diminuir lentamente sua onipotência, porque já no reino animal, a maternidade implantou na alma o sentimento de amor, sob suas formas mais humildes e rudimentares. Mas esses pálidos clarões, que rompem com dificuldade o sonho animal, irão crescendo de intensidade e irradiarão à medida que a transformação se produza e, nas almas superiores, serão a luz cintilante, o farol que nos dirigirá nas trevas da ignorância.

A lei do progresso não se aplica somente ao homem. Ela é universal. Em todos os reinos da natureza existe uma evolução. Desde a célula verde, desde o impreciso embrião flutuante sobre as águas, através de sucessões variadas, a cadeia das espécies se desenvolveu até nós.

Sobre esta cadeia, cada anel representa uma forma de existência que conduz a uma forma superior, a um organismo mais rico, melhor adaptado às necessidades, às manifestações grandiosas da vida. Mas sobre a escala da evolução, o pensamento, a consciência, a liberdade não aparecem senão após muitos degraus. Na planta, a inteligência dorme; no animal, ela sonha; somente no homem se desperta, se conhece, se possui e se torna consciente. Desde então, o progresso, fatal em qualquer modo nas formas inferiores da natureza, não pode mais se realizar senão pela conformação da vontade humana com as leis eternas.

Fonte: http://espiritualidadeeeluz.blogspot.com.br/2013/06/origem-dos-espiritos-evolucao-animica.html