segunda-feira, 22 de julho de 2013

A lua é linda, mas até ela possui manchas na sua superfície


  A aparência sofre todos os dias fortes mudanças que nos fazem repensar sobre os valores que damos e aplicamos à ela. A busca contínua e desenfreada pela beleza exterior tem deixado a humanidade escrava da indústria de cosméticos e nos tem feito esquecer valiosas lições ensinadas pelo mestre Jesus e por muitos outros líderes espirituais.

  É fácil ver com os olhos e reconhecer essa beleza física, a pele suave ou a roupa bonita, mas há uma beleza muito mais rara e muito mais importante, pois essa não sofre com o tempo se for cuidada e lapidada, é a beleza interior.

  Pode-se dizer que nos dias de hoje é realmente difícil que veja a beleza interior, mas quando encontramos tal pessoa, de fato, pouco nos importa o que os outros valorizam por fora. No nosso interior estão os sentimentos mais bonitos que cada pessoa carrega consigo e essa beleza precisa ser explorada, leva-se tempo para conhecê-la, mas vale muito mais a pena.

  Os casamentos estão terminando e você já se perguntou o que fazer para que o seu não siga esse caminho não é mesmo? É preciso enxergar o interior humano, é preciso observar que é lá dentro que existem as boas e as más qualidades. É preciso conhecer o seu parceiro(a) mais a fundo, para que daqui a 10, 20 ou 30 anos, você não o julgue apenas pelas rugas, pelos quilinhos a mais ou pela falta de cabelo. A beleza interior não sofre isso.

  Busquemos dar importância a quem realmente nos ama, pois somente assim seremos capazes de aprendermos também a amar e passaremos a galgar uma vida muito mais humilde, rica em aprendizados e acima de tudo feliz!

  A lua é linda em noites de céu aberto, reflete a luz do sol como ninguém e cria momentos românticos para vários casais, mas lembremos que ao observá-la atenciosamente, vemos que até ela possui manchas e que a sua verdadeira beleza vai além do que os olhos podem ver.

Um comentário: