segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Ando devagar porque já tive pressa.


  O ditado popular que nos diz: "a pressa é inimiga da perfeição", retrata de forma simples o mal que a vontade de fazer tudo no mínimo tempo possível pode nos causar, nos levando à falha.

  Basta observar que toda ação mal planejada, executada às pressas, traz algum problema.

  A porta do carro quando fechada rapidamente e sem prestar atenção, pode não fechar direito e vir a se abrir. A passagem no semáforo quando ele está amarelo e pronto para fechar pode causar um acidente. Comer de pressa e sem mastigar direito pode dar até dor no estômago. Estes são alguns pequenos exemplos de muitos que cometemos.

  A que custo fazemos isso? Vale a pena? É certo que não. Essa ansiedade em querer ser ágil é uma de nossas imperfeições e tem causado muitos acidentes e mortes diariamente. O trânsito caótico de hoje é o reflexo dessa pressa, motoristas que ao invés de saírem mais cedo, querem correr mais para chegar mais cedo, desrespeitando o limite de velocidade, desrespeitando os sinais de pare. A criança que quer sair logo para brincar, estuda rapidamente e se dá por mais do que satisfeita com uma ou duas passadas de olhos sobre o livro, não percebendo que o resultado dessa indisciplina virá na nota do exame.

  Como podemos melhorar isso? Conscientizando por meio da educação. É ensinando por meio de exemplos que podemos mudar o mundo. Temos que buscar meditar mais, nos acalmarmos mais, pensarmos antes de falar, fazermos as coisas de forma tranquila, simples, sem o desespero dessa vida tão corrida.

  As pessoas dizem que elas têm que fazer o trabalho agora, que estão desesperadas porque não vão dar conta, que o tempo passa e precisam correr, mas isso é pura ilusão nossa, enquanto nos matamos para fazer algo que possivelmente irá dar errado porque não foi bem feito, a vida segue seu curso calmamente, sem exigir de ninguém que seja seu piloto de corrida. O relógio anda, mas e dai se não deu tempo? O que importa é que tentamos e se não deu certo desta vez, busquemos fazer antes, ou deixar algo preparado para auxiliar na redução do tempo gasto. Mas não corra, não exija de si aquilo que só vai te causar stress.

  Tenhamos mais calma, busquemos reduzir a ansiedade, reflitamos mais antes de agir, programe-mo-nos nas tarefas para não termos que sair atrasados.

  É preferível chegar atrasado 10 minutos, do que não chegar ao seu destino...

  Ninguém deu mais exemplo de calma e mansidão do que o próprio Cristo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário