sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

Isolamento e terapia contra a obsessão.


Desejaríamos saber a sua opinião sobre a melhor maneira de nos isolarmos contra os Espíritos perseguidores.
Chico Xavier: - Nosso querido Emmanuel habituou-me a dois métodos de libertação gradativa - o primeiro é a oração, pelo qual nos lembramos de Deus; e o segundo é o serviço pelo qual nos esquecemos de nós.
***
Quais os métodos terapêuticos ideais contra o processo obsessivo?
Chico Xavier: - Os Bons Espíritos são unânimes em afirmar que quanto mais melhorarmos em Espírito, menores serão sempre as nossas possibilidades de ligação com as forças desequilibradas das sombras.
(A terra e o semeador - IDE - SP)

  A prece é ferramenta indispensável para obtermos ajuda, sem a prática da prece, ficamos a mercê de influências perigosas. Elevar o pensamento ao Altíssimo juntando todos os cacos de amor espalhados em nosso coração é o caminho para que nos façamos audíveis aos ouvidos que aguardam pelas nossas súplicas.

  O trabalho caridoso é remédio que nos tira dos tormentos que nós causamos a nós mesmos, pelo esquecimento de nossas faltas e imperfeições, aliviamos dores e doamos amor, num suor digno de respeito, num sorriso que cura a alma ferida. Eis ai os remédios para obsessões e para doenças, pois todos os temos a disposição.

  Nem todos se submetem à prática da caridade por acharem que não têm nada a doar, mas esquecem-se que se não podem colaborar com recursos materiais, podem colaborar com tempo ou uma palavra amiga. O fato é que a caridade desperta nossa luz interior, nos aproxima da essência divina e nos coloca em um caminho lindo ensinado por Jesus já a mais de 2000 anos atrás.

  Falta-nos a vontade de vencer a nós mesmos, falta-nos a coragem de superar todos os desafios, falta-nos a boa vontade de nos unirmos em prol de vencermos obsessões, medos e dificuldades para tornarmos esse mundo interior um lugar agradável para se viver.

  A prece aliada ao trabalho caridoso age sobre a lei de atração, onde o bem atrai o bem e afasta o mal. Nenhum obsessor tem moral sobre um coração nobre, nenhum espírito perturbado consegue prejudicar um espírito sereno no caminho do amor. A proteção e a cura de obsessões está em cada um de nós, na iniciativa de buscar fazermos o bem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário