segunda-feira, 28 de abril de 2014

Peça por trabalho e obtereis!


  Os espíritos superiores ao compartilharem os seus conhecimentos, permitem a descoberta de novas tecnologias no plano terrestre. Eles vêm exatamente permitir que o  homem possa aplicá-las no trabalho, reduzindo assim o esforço físico, ganhando tempo e até mesmo curando moléstias. Uma evolução pequena se comparada com a da eternidade, mas suficiente para a encarnação vivida. É graças a esse desenvolvimento que novos postos de trabalho são criados de acordo com a nossa necessidade atual.

  O caminho para a evolução consiste na reencarnação, no entanto, em cada vida terrena encontramos-nos dispostos a aprender um ou mais novos ofícios. Se hoje tu és carpinteiro, outrora fostes mecânico, jardineiro, pintor, médico, professor, etc..

  O trabalho dignifica o homem, permite a ele obter seu sustento e auxiliar o próximo empregando trabalhadores. Empregar é uma das maiores caridades, pois provê sustento não para um, mas para uma família ou mais pessoas ainda.

  Muitos de nós nos afligimos com a perda do trabalho e geralmente isso ocorre com aqueles que não se esforçaram, não estudaram, não souberam dar valor e não foram gratos pela oportunidade que lhes fora concedido.

  O sucesso no trabalho requer dedicação, disciplina, estudo e respeito. Quem se esforça, conseguirá trabalho, basta confiar em Deus, pois lembremos que nos foi ensinado que se pedirmos em prece, obteremos. Mas não confundamos "trabalho" com "emprego". A primeira palavra não escolhe a tarefa, aceita qualquer serviço humilde, mas a segunda tem sido aplicada no sentido de estabilidade, trabalho fácil e garantido. As vezes precisamos começar por baixo, em um trabalho que não é da nossa área, afim de que um dia tenhamos a oportunidade de progredir para a área desejada, de acordo com o nosso merecimento, pois Deus sabe qual é o melhor caminho para percorrermos.

  Não te aflijas nas dificuldades, mesmo que sejam do trabalho, se te faltas trabalho, pede ajuda, mas não pede para que caia do céu, pede para que te seja concedida a oportunidade de aprender um ofício que lhe seja proveitoso e mesmo que não lhe dê rios de dinheiro, que ao menos não lhe deixe passar necessidades.

  Alguns de nós recusamos trabalhos mesmo quando desempregados por puro orgulho, por achar que temos que manter um padrão de vida alto. Ledo engano daquele que assim pensa, pois devemos lembrar que temos que compartilhar o nosso supérfluo e também compartilhar o nosso necessário, uma vez que dentro do necessário ainda há muito supérfluo.

  Quantas não são as pessoas que pedem por trabalho e não o obtém? Estas são aquelas que não aprenderam a pedir, querem um "emprego" digno de suas posições sociais, não aceitam o trabalho simples e humilde, vêem no ato de lavar roupa, carpir o terreno, vender de porta em porta, trabalhos para os que não estudaram, mas esquecem-se de que todo trabalho é bendito, desde que não cause o mal ao próximo.

  Nessa última questão dita, chamo a reflexão o trabalho em "pirâmides", as quais precisam que alguém compre algo seu para que você ganhe e quando ela vende para outro, você ganha comissão em cima dela e vai ganhando e ganhando e ganhando, mas no final das contas você percebe que não vende um produto físico e nem um serviço, na verdade você vende uma enganação e aquele que comprar por último é que paga toda a conta, sendo lesado. Nesse caso, não se esqueça que a justiça divina há de cobrar-te ceitil por ceitil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário