terça-feira, 12 de agosto de 2014

Nos momentos graves.


  "Use calma. A vida pode ser um bom estado de luta, mas o estado de guerra nunca uma vida boa."
Do livro Agenda Cristã
Por André Luiz

  Dentre todas as virtudes que conhecemos, é certo que uma delas fica muito aparente nos momentos de maior dificuldade: a calma.

  Como é bom conhecer alguém que tem calma na hora em que estamos mais desesperados. Aquela pessoa parece encantada, sublime, dotada de uma firmeza e uma confiança inabaláveis e consegue nos transmitir essa sensação, pois a calma flui de seu coração para o nosso.

  Saber atingir esse estado de equilíbrio é importante meta a ser posta em nossa reforma íntima. Como diz André Luiz, a vida pode ser um bom estado de luta, pois aprendemos muito nas batalhas do dia a dia, crescemos, evoluimos, mas o estado de guerra nunca será uma vida boa, porque é como viver em meio a perturbação. Afinal, quem é que gosta de estar em conflito 24 horas por dia?

  Os momentos graves são aqueles que nos escapam ao controle, momentos em que poderíamos ter evitado se tivéssemos dado mais atenção à prevenção do problema.

  É exatamente nesses picos de raiva, dor e sofrimento que precisamos exercitar a calma, auxiliar e nos permitir sermos auxiliados. Dizem que um salva-vidas pode precisar nocautear uma pessoa se ela estiver se afogando e em desespero, pois senão ele pode se afogar junto com ela. Não é diferente conosco, pois se nós não estivermos calmos no momento da dificuldade, além de não conseguirmos receber a ajuda necessária, ainda arrastaremos os outros que antes eram calmos, mas que agora passaram a sofrer do mesmo desespero que compartilhamos.

  Ser calmo não é ser passivo e condizente com o mal, mas é manter o controle da situação, o equilíbrio do espírito, a fé acima de qualquer medo e a certeza de que tudo passa e que somos capazes de superar qualquer dificuldade se nossos corações estiverem inclinados ao caminho do bem.

  Pensemos nisso!

Nenhum comentário:

Postar um comentário